Allan Aal. (Banda B)

O técnico Allan Aal manteve o mistério em relação ao time do Paraná que entra em campo para a estreia da Série B contra o Confiança, nesta sexta-feira (07), às 21h30. Dos reforços contratados, os laterais Toninho e Jean Victor, os zagueiros Hurtado e Salazar e os atacantes Wandson e Bruno Gomes viajaram para Aracaju.

“Isso a gente vai procurar definir antes da partida, analisando todas as situações e até a sequência de jogos. Alguns jogadores ainda estão buscando o melhor nível técnico e valorizando, mesmo com o resultado não sendo positivo, tudo que foi feito na partida contra o Coritiba. Independente da equipe que inicie, são cinco substituições e todos os atletas precisam estar 100% envolvidos. A equipe que inicia pode ser diferente na terça-feira, e tudo isso a gente conversa”, opinou Aal.

A provável escalação do Paraná tem Alisson; Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Jean Victor (Juninho); Carlos, Jhony Douglas (Kaio) e Renan Bressan; Thiago Alves (Wandson), Mosquito e Raphael Alemão (Bruno Gomes).

Aumento no número de substituições

Para a disputa da Série B, houve uma mudança no regulamento que permite cinco substituições durante a partida. Por isso, o treinador destacou que todos os jogadores serão importantes durante a competição. “Tem que estar ponto. De repente os atletas que não têm condição de jogar os 90 minutos, vão ser fundamentais em uma parte do jogo. Serviu como exemplo no Paranaense, com três substituições, que usamos seis jogadores nas duas partidas contra o Coritiba”, disse.

Paraná está em vantagem ou desvantagem por não jogar há duas semanas?

Enquanto o Paraná não joga há duas semanas, o Confiança vinha disputando o Campeonato Sergipano e a Copa do Nordeste, e entrou em campo pela última vez na terça-feira. De acordo com o treinador, não dá para cravar que alguma equipe está em vantagem. “É tudo muito relativo. Apesar do desgaste, o Confiança tem maior ritmo de jogo por estar disputando duas competições regionais. Nós conseguimos recuperar o Renan Bressan, que não jogou a segunda partida, e hoje está à disposição. Pode ter sido proveitoso, mas podemos sentir a falta de ritmo de jogo. A partida vai dizer”, comentou.

Assista à entrevista do técnico Allan Aal

Entrevista com o técnico Allan Aal antes do jogo contra o Confiança

Posted by Esporte Banda B on Thursday, August 6, 2020