Allan Aal. (Luiz Ferraz/Banda B)

O técnico Allan Aal indicou que deve utilizar uma equipe mista ou reserva do Paraná para a partida decisiva contra o Toledo, no domingo (15), às 16h, no estádio 14 de dezembro. Em oitavo lugar, com 13 pontos, o Tricolor precisa de um empate fora de casa para garantir a classificação.

“Se o jogo fosse hoje, a maioria dos jogadores que atuaram contra o Botafogo estariam fora. Mas vamos ouvir todos os lados. Buscamos a classificação no Paranaense. A decisão é minha, mas tenho que pensar no contexto geral”, declarou o treinador.

A dúvida na escalação é por conta de outro jogo decisivo. O Paraná joga na próxima quarta-feira (18) contra o Botafogo, pela terceira fase da Copa do Brasil, e precisa vencer por dois gols de diferença para se classificar. Se passar, o Tricolor recebe mais R$ 2,6 milhões. O valor é essencial para as questões financeiras do clube.

Por isso, o comandante paranista trabalhou com todos os jogadores para os próximos dias e pede o elenco pronto para a disputa das duas decisões. “O que passei pra eles no dia da nossa apresentação é que a responsabilidade é de todos. São duas decisões. A gente trabalha o grupo todo para esses momentos. Independente de quem inicie domingo e quarta, tem que ser como se fosse jogo da vida”, disse.

“Se a gente não entrar pronto para uma decisão podemos perder a classificação. A motivação acontece ao natural, é o encerramento do primeiro projeto do adversário, que tem ainda a Série D. Será um clima de decisão”, acrescentou o treinador.

Confira as informações do Paraná