Allan Aal. (Luiz Ferraz/Banda B)

O técnico Allan Aal reclamou da decisão da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em adiar a Copa do Brasil apenas na tarde deste domingo (15). Em entrevista após a derrota para o Toledo por 1 a 0, o treinador declarou que a demora para tomar a decisão atrapalhou todo o planejamento paranista. O Tricolor jogou a última rodada da fase de classificação com o time reserva pensando na partida contra o Botafogo, que estava marcada para a próxima quarta-feira (18).

“Eu vejo como absurdo. É um desrespeito com o torcedor e com quem trabalha com o futebol em saber da mudança do planejamento durante o jogo. Mostra porque a gente demora para ganhar um título mundial e não é só dentro de campo que as coisas estão erradas. A gente vai sentar durante a viagem e mudar o planejamento. Os jogadores que são considerados titulares ficaram trabalhando, vão trabalhar amanhã [segunda-feira] e tudo dentro do esperado para o jogo da quarta-feira. Vamos fazer um planejamento agora pensando no Paratiba”, criticou o treinador.

Após a suspensão dos torneios nacionais, o Paraná aguarda uma decisão da Federação Paranaense de Futebol (FPF) para saber sobre a continuidade do Campeonato Paranaense. Independente da decisão da entidade, o comandante espera que a decisão seja tomada com antecedência. “Eu lamento por jogar com portões fechados, sem torcedor. O patrimônio maior do clube é o torcedor e sem ele a gente não estaria aqui. A gente entende a circunstância, não é uma área que posso opinar com 100%. Esse tipo de decisão, mesmo sendo tomada para cancelar a partida, pode ser muito bem feita com antecedência e dentro do planejamento. A gente vive futebol 24 horas, não tem feriado, nem nada, e os dirigentes da CBF deveriam pensar dessa maneira”, disse.

Atuação ruim em Toledo

Independente da equipe utilizada, o treinador não gostou da atuação do Paraná com o Toledo e falou que as oportunidades foram dadas para todos os jogadores. “Muito ruim, abaixo da média e da crítica. Nos acusou uma irritação muito grande no final. Por outro lado, nós seguimos um planejamento e isso nos dá um parâmetro muito grande para tomar decisão sobre montagem de elenco antes do início da Série B. Poucas vezes um clube conseguiu utilizar 100% do elenco. As oportunidades foram dadas e a análise será feita para ver o que é ideal para o mata-mata do Paranaense e da Copa do Brasil. O descontamento é total e a gente cobrou de certa maneira de uma forma alterada. A gente lamenta a desorganização por ter mudado uma partida 72 horas e interfere todo o planejamento. É pensar na sequência do Paranaense e agora são dois jogos de mata-mata”, avaliou.

“A gente seguiu o planejamento do que tinha traçado desde o começo do ano de utilizar todos os jogadores do elenco. As oportunidades aparecem e às vezes o jogador não sabe que pode mudar a vida dele agarrando a oportunidade. A gente trabalha igual com todo mundo e o futebol é curto e grosso. Já começamos a pensar no mata-mata do Paranaense e na Série B”, complementou Aal.

Assista à entrevista do técnico Allan Aal

Entrevista Allan Aal

Posted by Esporte Banda B on Sunday, March 15, 2020