Alisson defendeu um pênalti na última rodada diante do América Mineiro. (Rodrigo Sanches/Paraná Clube)

A derrota para a América Mineiro, além de tirar o Paraná da liderança da Série B, ligou um sinal de alerta para a equipe do técnico Allan Aal. O Tricolor segue no G4, mas a atuação coletiva da equipe foi abaixo, em relação aos últimos jogos. Para o goleiro Alisson, a equipe precisa entrar em campo com o pensamento de que cada jogo é uma final.

“Segunda feira tem mais uma final, desta vez contra o CRB. Eu creio que agente voltando a jogar da forma estávamos atuando, temos tudo para sair com o resultado positivo, estamos focados na partida diante do CRB. Temos que entrar a cada jogo pensando que é uma final, diante da América, entramos um pouco dispersos, o campeonato é longo, é desgaste é grande.”, afirmou o arqueiro paranista.

Praticamente, um terço do campeonato já foi disputado e o Tricolor conseguiu sempre se manter entre os quatro melhores da competição. Para Alisson, não tem como projetar um meta de pontos, a questão é pensar jogo após jogo. “A meta é jogo a jogo, vencer o maior número de jogos possíveis. O campeonato é muito longo, não adianta traçar metas a cada rodada e esquecer que todo jogo é importante. A meta hoje é vencer o CRB, fazer um bom jogo e assim terminaremos mais uma rodada no G4”, analisou o goleiro.

A equipe sofreu diversas baixas desde o início. O zagueiro Thales, o meia Carlos Dias e os atacantes Raphael Alemão e Gustavo Mosquito deixaram o Tricolor durante a competição. É bem verdade, que chegaram atletas para suprir as saídas e a união deste elenco pode levar o Paraná ao grande objetivo, a volta a primeira divisão “A nossa diferença é que somos um grupo que está muito determinado, focado e unido. Todas as vezes que tratamos um jogo como uma decisão, conseguimos ter bons rendimentos e por consequência, bons resultados. essa e se continuarmos com esse espirito, temos chance de fazer uma boa campanha e sem dúvidas, buscar esse acesso”, disse otimista.

Alisson é o dono da camisa 1 paranista desde o inicio da temporada, mas falhou em algumas partidas nesta Série B, nada que comprometesse os resultados da equipe, mas que fizeram o goleiro repensar e corrigi-lós “Ninguém está isento do erro, só erra quem está lá dentro, o que eu fiz foi trabalhar e  ajustar o que deveria ser ajustado e a nossa posição exige isso. Procurei não me abalar, pois eu sei a da importância do campeonato brasileiro e não existe goleiros que nunca tenham cometido erros e não tem outra receita a não ser trabalho, foco e buscar ser melhor jogo após jogo”, avaliou o goleiro de 25 anos.

Nesta segunda-feira (14), às 20h, o Paraná Clube volta a campo, diante do CRB pela 11ª rodada do Brasileirão. Em caso de vitória, o Tricolor reassume a ponta da Série B. Andrey suspenso é desfalque certo. Léo Castro e Marcelo brigam pela posição. Guilherme Biteco e Renan Bressan seguem como dúvidas para a partida.