Alisson. (Luiz Ferraz/Banda B)

O goleiro Alisson, de volta aos treinos presenciais no Paraná, defende que o jovem elenco paranista deverá buscar a regularidade e a competitividade em campo para alcançar objetivos na temporada. Na Série B, principal torneio da equipe em 2020 e que deverá começar  no mês de agosto, não deverá ser diferente.

Recuperado de uma lesão sofrida ainda em fevereiro, durante o Paranaense, o camisa 1 paranista conversou com a Banda B e afirmou que a pandemia pouco mudará a dificuldade do Tricolor em vencer os adversários dentro de campo durante a segunda divisão, já que ele considera o torneio ‘muito equilibrado’ entre os vinte times da competição.

“A Série B sempre foi equilibrada, independente do ano e da paralisação da pandemia. Sabemos que a segunda divisão é sempre uma competição com muita regularidade, com times fortes. Para que o Paraná almeje coisas grandes na Série B, precisamos ser competitivos até o fim da temporada, para atingir nossos objetivos”, analisou o goleiro.

Já sobre o retorno das competições e jogos oficiais, Alisson defende que o futebol brasileiro deverá se basear nas ligas europeias, que retomaram as atividades nas últimas semanas. “É difícil ter uma previsão de como será o futebol brasileiro, mas temos que nos espelhar nas ligas alemã, portuguesa, espanhola, para chegarmos o mais próximo da normalidade. É lógico que o retorno será gradativo, mas acho que esse é o caminho”, completou.

Reforços

Além da volta do goleiro titular, o Paraná também contará com seis novidades após a paralisação do futebol. O zagueiro e lateral-esquerdo Hurtado, de 24 anos, o zagueiro Salazar, de 25, o lateral-direito Toninho, de 28, o meia Guilherme Biteco, de 26, o meia-atacante Gabriel Pires, de 20, além do atacante Bruno Gomes, de 23, vão defender o Tricolor na sequência da temporada. Destes, apenas o último não foi confirmado pela diretoria paranista.