Foto: Geraldo Bubniak/AGB

Allan Aal, técnico do Paraná Clube, ainda não sabe o que é vencer em casa nesta temporada. Após o empate por 0x0 contra o Cianorte, na Vila Capanema, na noite deste domingo (9), o comandante tricolor acumulou duas derrotas e um empate em 2020. À imprensa, o treinador lamentou as fortes chuvas que atingiram Curitiba e também reclamou da falta de aproveitamento da equipe em cruzamentos, finalizações e passes decisivos neste início de Paranaense.

“A chuva deixou o jogo quase impraticável, mas tentamos o gol durante noventa minutos. As condições climáticas prejudicaram nosso jogo, pois somos um time leve, mas também faltou capricho nas bolas paradas, nos cruzamentos… Apesar disso, não deixamos de nos doar em nenhum momento”, afirmou em entrevista coletiva, na Sala de Imprensa Caio Júnior.

Aal também analisou esta primeira etapa do trabalho como treinador do Paraná. O time enfrentou as primeiras seis rodadas no Estadual e eliminou o Palmas, pela primeira fase da Copa do Brasil. “Fechamos o primeiro ciclo de 7 jogos em 21 dias hoje, então trabalharemos agora nesta semana para corrigir nossos erros. Posso citar a nossa falta de proveito em bolas alçadas na área, no penúltimo passe e naquela finalização que pode fazer a diferença”, admitiu.

As recentes contratações e aquisições do elenco paranista também foram analisadas pelo treinador. “Nosso trabalho começou no dia 2 de janeiro e ainda temos jogadores que estão chegando. Hoje o Ruan, que disputou a Copa São Paulo, estreou bem, brigou e não se intimidou. Além dele, temos o Bressan que está chegando e deve nos ajudar muito”, completou Allan Aal.