Ratinho Júnior, governador do Paraná, lançou um novo decreto para combater a Covid-19. (AEN)

O novo decreto do governador Ratinho Júnior suspendeu os treinamentos de Coritiba e Paraná por 14 dias. Já o Athletico estava com os treinos suspensos desde o dia 13 de junho, quando a capital paranaense entrou em bandeira laranja (risco moderado) para evitar o aumento de casos da Covid-19.

Outras seis regiões do estado também foram afetados com a nova medida. Além de Athletico, Coritiba e Paraná, FC Cascavel, Cianorte e Londrina, que ainda está treinando de forma remota, não pode realizar atividades presenciais nas próximas duas semanas. Entretanto, os clubes ainda podem conseguir a liberação das prefeituras para seguir com as atividades.

Confira a situação de Athletico, Coritiba e Paraná:

O Coritiba foi o primeiro clube paranaense a retornar aos treinamentos no CT da Graciosa no dia 25 de maio. Antes da volta, 50 pessoas foram testadas para o novo coronavírus e ninguém testou positivo. A segunda bateria de testes aconteceu na semana retrasada com 64 funcionários e dois deles foram diagnosticados com a doença. Ambos já estão recuperados e retomaram as suas atividades.

O Paraná retomou os treinos presenciais no CT Ninho da Gralha em 03 de julho. Na primeira bateria de exames, 65 profissionais foram testados e um foi confirmado com a Covid-19. Já os novos testes aconteceram no último final de semana e ninguém foi diagnosticado com a doença.

Já o Athletico retornou aos treinamentos presenciais no CT do Caju em 27 de maio. Porém, um decreto da Prefeitura de Curitiba publicado no último dia 13 proibiu novamente as atividades em clubes esportivos e sociais. Em relação aos testes para o novo coronavírus, a última bateria de exames realizada no sábado (27) detectou sete funcionários com a doença – seis jogadores e um membro da comissão técnica.