A Série A do Campeonato Brasileiro começa neste sábado (07) quatro meses após o previsto por conta da pandemia do novo coronavírus. Mas como chegam os adversários de Athletico e Coritiba para a competição? A Banda B preparou um guia com as principais informações dos outros 18 participantes.

Atlético-MG

Jorge Sampaoli, que foi vice-campeão no ano passado com o Santos, comanda o Atlético-MG. (Bruno Cantini/Atlético-MG)

Depois de terminar o Brasileirão de 2019 apenas em 13º lugar, o Atlético-MG reformulou praticamente o time titular inteiro e apostou no técnico Jorge Sampaoli. Os resultados já surtiram efeito após as quedas precoces na Sul-Americana e na Copa do Brasil, e o ‘Galo’ avançou para a final do Campeonato Mineiro contra o Tombense.

Time-base: Rafael; Mariano, Gabriel, Alonso e Guilherme Arana; Allan, Nathan e Alan Franco; Savarino, Keno e Marrony.

Destaque: Em meio à reformulação no elenco a pedido de Jorge Sampaoli, uma das novidades no Atlético-MG é a presença do atacante Keno. Ele foi contratado em julho e disputou três partidas no Campeonato Mineiro.

Atlético-GO

Vagner Mancini vai comandar o Atlético-GO no Brasileirão. (Divulgação/Atlético-GO)

O Atlético-GO foi o quarto colocado da Série B de 2019 e tem como principal objetivo a permanência na elite. O clube trocou de treinador durante a pandemia e ainda não realizou nenhuma partida oficial sob o comando de Vágner Mancini.

Time-base: Kozlinski; Reginaldo, Oliveira, Gilvan e Nicolas; Édson, Marlon Freitas e Jorginho; Matheuzinho, Renato Kayzer e Ferrareis.

Destaque: Matheuzinho. O meia, eleito o melhor jogador do estadual do ano, recuperou o bom futebol nos primeiros meses e se tornou o principal do Atlético-GO. Além de armador, ele também é artilheiro com seis gols em 11 jogos.

Bahia

Bahia sonha com voos mais altos no Brasileirão. (Divulgação)

O Bahia vinha em um bom momento, mas as derrotas para o Ceará na final da Copa do Nordeste geraram críticas ao trabalho do técnico Roger Machado. Em meio às reclamações, o clube baiano disputa a decisão do estadual contra o Atlético Alagoinhas. O primeiro jogo terminou empatado em 0 a 0.

Time-base: Anderson, João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Flávio, Gregore e Rodriguinho; Elber, Rossi e Fernandão.

Destaque: Rodriguinho. O meia é um dos jogadores mais experientes e lidera o elenco do Bahia em busca das primeiras colocações do Campeonato Brasileiro.

Botafogo

Honda é o líder do Botafogo dentro de campo. (Vitor Silva/Botafogo)

O Botafogo não fez uma campanha no Campeonato Carioca e sequer chegou à final dos turnos. Em relação à Copa do Brasil, o Alvinegro está em vantagem no confronto da terceira fase da Copa do Brasil contra o Paraná. O jogo da volta na Vila Capanema deve acontecer no dia 26.

Time-base: Gatito Fernández; Barrandeguy, Marcelo Benevenuto, Kanu e Danilo Barcelos; Caio Alexandre, Honda e Bruno Nazário; Kalou, Pedro Raul e Luis Henrique.

Destaque: Em meio a um elenco cheio de jovens, o meia japonês Honda virou rapidamente um líder do Botafogo dentro e fora de campo.

Ceará

Ceará conquistou no começo da semana o título da Copa do Nordeste. (Divulgação/Ceará)

O Ceará começa o Campeonato Brasileiro empolgado pela conquista da Copa do Nordeste com duas vitórias sobre o Bahia. No estadual, o Alvinegro está na final contra o rival Fortaleza. A Federação Cearense de Futebol (FCF) não confirmou quando serão os dois jogos da decisão.

Time-base: Fernando Prass; Samuel Xavier, Klaus, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Ricardinho, Charles e Vinícius; Leandro Carvalho, Rafael Sóbis e Lima.

Destaque: Charles. O meio-campista foi um dos principais nomes do Ceará na conquista da Copa do Nordeste e é homem de confiança do técnico Guto Ferreira. Em 16 jogos na temporada, ele marcou um gol.

Corinthians

Tiago Nunes comanda o Corinthians no Brasileirão. (Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

Depois de terminar o Brasileirão de 2019 em 8º lugar, o Corinthians espera brigar novamente pelo título da competição. Sob o comando de Tiago Nunes, o Timão começou o pressionado, mas teve bons resultados após a retomada do futebol e está na decisão do Campeonato Paulista contra o Palmeiras.

Time-base: Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Carlos Augusto; Gabriel, Éderson e Ramiro; Luan, Matheus Vital e Jô.

Destaque: Cássio. Consierado um dos maiores ídolos da história do Corinthians, o goleiro vive um grande momento e foi um dos responsáveis pela chegada do Timão até a final do Campeonato Paulista.

Flamengo

Flamengo já conquistou dois títulos e chega como favorito ao Brasileirão. (Paula Reis/Flamengo)

Atual campeão, o Flamengo entra no Campeonato Brasileiro como o grande favorito ao título. Em 2020, o Rubro-Negro já foi campeão da Recopa contra o Athletico e do Carioca. Porém, o time teve uma mudança no comando técnico com a saída do português Jorge Jesus e a chegada do espanhol Domènec Torrent.

Time-base: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Gérson e De Arrascaeta; Éverton Ribeiro, Gabriel Barbosa e Bruno Henrique.

Destaque: Gabriel Barbosa. O centroavante do Flamengo manteve o bom momento do ano passado e já marcou 11 gols na temporada. ‘Gabigol’ forma o quarteto de ataque que é considerado o melhor do Brasil ao lado de Éverton Ribeiro, De Arrascaeta e Bruno Henrique.

Fluminense

Fluminense foi vice-campeão carioca. (Lucas Merçon/Fluminense)

O Fluminense lutou para não cair até as últimas rodadas do Brasileirão no ano passado. Para não repetir a campanha ruim, o Tricolor aposta na experiências de jogadores como o lateral-esquerdo, o meia Paulo Henrique Ganso e os atacantes Nenê e Fred. No estadual, o time carioca foi até a final, mas perdeu para o Flamengo.

Time-base: Muriel; Igor Julião, Nino, Matheus Ferraz e Egídio; Hudson, Yago Felipe e Dodi; Nenê, Fred e Marcos Paulo.

Destaque: Fred. Ídolo do clube, o atacante trocou o Cruzeiro pelo Fluminense durante a paralisação do futebol. Apesar do início sem gols, o experiente jogador de 36 anos é a esperança de bola na rede no Tricolor.

Fortaleza

Fortaleza espera, no mínimo, repetir a campanha do ano passado. (Divulgação)

Adversário do Athletico na primeira rodada, o Fortaleza chegou à semifinal da Copa do Nordeste, mas perdeu para o Ceará. Os dois rivais ainda vão se enfrentar também pela final do estadual. No ano passado, o time comandado por Rogério Ceni terminou em 9º lugar e garantiu uma vaga inédita para a Sul-Americana.

Time-base: Felipe Alves; Tinga (Gabriel Dias), Quintero, Paulão e Carlinhos (Bruno Melo); Juninho, Felipe e Romarinho; David, Wellington Paulista e Osvaldo.

Destaque: Wellington Paulista. Artilheiro do time na temporada, o experiente atacante é importante no Fortaleza não apenas pelos gols marcados, também pelas assistências.

Goiás

Goiás estreia no Brasileirão após cinco meses sem jogar. (Rosiron Rodrigues/Goiás)

O Goiás terminou o Brasileirão de 2019 em 10º lugar e garantiu uma vaga na Sul-Americana. Em 2020, o Alviverde foi eliminado ainda na primeira fase da Sul-Americana e está em terceiro lugar do estadual. Como o Campeonato Goiano não retornou após a paralisação, a última partida da equipe comandada por Ney Franco não joga oficialmente desde março.

Time-base: Tadeu; Pintado, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Jefferson; Sandro, Gilberto Júnior (Ratinho) e Daniel Bessa; Keko, Rafael Moura e Victor Andrade.

Destaque: Tadeu. Um dos melhores goleiros do Brasileirão do ano, o camisa 1 segue como um dos principais nomes da equipe do Goiás.

Grêmio

Grêmio venceu o Internacional na final do segundo turno e decide o estadual contra o Caxias. (Lucas Uebel/Grêmio)

O Grêmio entra mais uma vez como um dos favoritos ao título do Campeonato Brasileiro. Em 2020, o Tricolor chegou à final do Gauchão contra o Caxias e divide a liderança do Grupo E da Libertadores. A péssima notícia para o time de Renato Gaúcho foi a saída do atacante Éverton dias antes da estreia.

Time-base: Vanderlei, Victor Ferraz, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon, Matheus Henrique e Jean Pyerre; Alisson, Diego Souza e Pepe.

Destaque: Diego Souza. Após sofrer em 2019 com a falta de um centroavante, o Grêmio agora conta com o bom momento de Diego Souza. Ele já marcou oito gols na temporada.

Internacional

Paolo Guerrero é o principal nome do Internacional para o Brasileirão. (Ricardo Duarte/Internacional)

O Internacional quer entrar na briga pelo título do Campeonato Brasileiro que não vem desde 1979. Sem muitas novidades no elenco que terminou em sétimo lugar no ano passado, o Colorado aposta no comando do argentino Eduardo Coudet. Porém, a pressão aumentou após a derrota para o Grêmio na final do segundo turno do Gauchão.

Time-base: Marcelo Lomba; Saravia, Bruno Fuchs, Victor Cuesta e Moisés; Musto, Edenílson e Thiago Galhardo; Marcos Guilherme, Paolo Guerrero e Boschilia.

Destaque: Paolo Guerrero. O experiente atacante já marcou sete gols em 12 partidas na temporada e é a esperança de gols do Internacional no Campeonato Brasileiro.

Palmeiras

Palmeiras aposta na experiência de Vanderlei Luxemburgo para conquistar o título do Brasileirão. (Agência Palmeiras)

O Palmeiras foi o vice-campeão no ano passado e é o principal concorrente do Flamengo na busca pelo título. Finalista do Paulistão contra o Corinthians, o Alviverde chega ao Brasileirão sem o seu principal jogador dos últimos anos: o atacante Dudu foi para o Al-Duhail, do Catar.

Time-base: Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Matías Viña; Gabriel Menino, Patrick de Paula, Ramires e Zé Rafael; Rony e Luiz Adriano.

Destaque: Felipe Melo. Após a saída de Dudu, o agora zagueiro se torna o principal nome do time do Palmeiras. Ele é o líder dentro e fora de campo, e capitão para a disputa do Campeonato Brasileiro.

RB Bragantino

RB Bragantino conquistou o título do Troféu do Interior do Paulistão. (Divulgação)

O campeão da Série B de 2019 chega à primeira divisão com a expectativa de se colocar entre os grandes do países. No Campeonato Paulista, o RB Bragantino teve a melhor campanha na fase de classificação, mas caiu nas quartas de final para o Corinthians. Depois, o time comandado por Felipe Conceição conquistou o título do Troféu do Interior.

Time-base: Júlio Cesar; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Edimar; Barreto, Matheus Jesus e Vitinho; Artur, Ytalo e Morato.

Destaque: Entre as diversas apostas do RB Bragantino para a disputa da Série A é o atacante Artur. Ele foi contratado junto ao Palmeiras por seis milhões de euros e é o reforço mais caro da história do clube.

Santos

Venezuelano Soteldo é o principal nome do Santos para o Brasileirão. (Ivan Storti/Santos)

Atual vice-campeão, o Santos vive um momento ruim após a queda nas quartas de final do Campeonato Paulista. Nas últimas semanas, o goleiro Éverson e o atacante Eduardo Sasha pediram na Justiça a rescisão do contrato, e o técnico português Jesualdo Ferreira foi demitido. O substituto no comando é Cuca, que assinou contrato até o final do Brasileirão.

Time-base: Vladimir; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonathan; Alison, Carlos Sánchez e Diego Pituca; Marinho, Kaio Jorge e Soteldo.

Destaque: Soteldo. Em um momento de diversas saídas, o atacante venezuelano segue como principal jogador do Santos para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Sport

Hernane Brocador é o principal nome do Sport. (Anderson Stevens/Sport)

O Sport retorna para a primeira divisão com o objetivo claro de evitar um novo rebaixamento. Só que a temporada não começou da maneira esperada. Com problemas financeiros, o Rubro-Negro disputou o quadrangular do rebaixamento no Campeonato Pernambucano, caiu ainda na primeira fase da Copa do Brasil e perdeu para o Fortaleza nas quartas de final da Copa do Nordeste.

Time-base: Maílson; Patric, Maidana, Adryelson, Sander; Willian Farias, João Igor (Betinho), Jonatan Gómez; Marquinhos (Rafael), Leandro Barcia e Hernane Brocador.

Destaque: Hernane Brocador. Desfalque nas últimas rodadas do estadual por uma lesão, o atacante está recuperado já para a estreia do Brasileirão e quer manter a fama de artilheiro.

São Paulo

Fernando Diniz comanda o São Paulo. (Rubens Chiri/São Paulo)

Sem conquistar um título desde a Sul-Americana de 2012, o São Paulo chega pressionado ao Brasileirão após os resultados ruins nas últimas edições e a queda precoce nas quartas de final do Campeonato Paulista para o Mirassol. O time é comandado por Fernando Diniz e conta com nomes consagrados no futebol, como o lateral-direito e meia Daniel Alves e o atacante Alexandre Pato.

Time-base: Tiago Volpi; Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê; Igor Gomes, Daniel Alves, Liziero (Alexandre Pato) e Vitor Bueno; Pablo.

Destaque: Daniel Alves. Dono de um dos maiores salários do futebol brasileiro, o lateral-direito e meia é o principal do nome do São Paulo para a disputa do Brasileirão. Porém, ele foi um dos principais alvos da torcida após a eliminação no Paulistão.

Vasco

Vasco será comandado por Ramon (à esq.) (Rafael Ribeiro/Vasco)

O Vasco começa o Campeonato Brasileiro com a expectativa de não lutar pelo rebaixamento. Nas últimas cinco participações, foram duas quedas e mais duas brigas para evitar o descenso. Para isso, o time carioca aposta em Ramon, ídolo do clube como jogador, para o comando técnico.

Time-base: Fernando Miguel; Pikachu, Ricardo Graça, Leandro Castán e Henrique; Andrey; Vinicius, Raul (Fellipe Bastos), Benitez e Talles Magno; German Cano.

Destaque: Talles Magno. Com apenas 18 anos, o atacante é o principal nome do Vasco para a disputa do Campeonato Brasileiro. Ele já tem no currículo um título de Copa do Mundo com a seleção brasileira sub-17.