Coritiba, de Gustavo Morínigo (foto à esq.), e Athletico, de Paulo Autuori (foto à dir), jogam o último clássico da temporada. (Divulgação/Coritiba e Fábio Wosniak/Athletico)

Coritiba e Athletico chegam ao último clássico da temporada 2020/2021 em situações opostas no Campeonato Brasileiro. De um lado, o Coxa é o lanterna com apenas 21 pontos e tem 97% de chance de cair para a Série B. Do outro, o Rubro-Negro tem a segunda melhor campanha do returno e voltou para a briga por uma vaga na Libertadores.

Na estreia do técnico Gustavo Morínigo, o Coritiba só pensa na vitória, mas precisa melhorar o retrospecto no Couto Pereira. Em 14 jogos, foram três vitórias, três empates e oito derrotas. É a segunda pior campanha, com 12 pontos, somente um a mais que o Botafogo.

Outro problema é o jejum de vitórias. O último triunfo foi por 1 a 0 contra o Atlético-GO, em 31 de outubro, na última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Desde então, Rodrigo Santana e Jorginho comandaram a equipe, e a aposta agora é no paraguaio Gustavo Morínigo.

Já o Athletico vem de três vitórias sobre RB Bragantino, Vasco e Botafogo. No segundo turno, o Furacão é o vice-líder, com 18 pontos, campanha de seis vitórias e três derrotas. Apenas o São Paulo, líder do Brasileirão, tem desempenho melhor.

O Rubro-Negro quer manter o bom momento para seguir na briga por uma vaga na Libertadores. Em 10º lugar, com 37 pontos, o Athletico tem sete a menos que o Palmeiras, time que fecha hoje a zona de classificação.

Prováveis escalações

Coritiba

Gustavo Morínigo realizou apenas dois treinamentos antes da estreia e vai desfazer o esquema com três zagueiros, utilizado pelo auxiliar Júlio Sérgio na derrota para o Goiás. O treinador paraguaio não terá força máxima pela ausência do atacante Rafinha, que sofreu uma lesão no adutor e foi vetado pelo departamento médico.

Rafinha foi substituído contra o Goiás por Cerutti, que deve permanecer entre os titulares. Outra novidade no ataque deve ser a presença de Ricardo Oliveira pela ideia de jogo de Morínigo de contar com um centroavante. A última vaga no sistema ofensivo será de Robson ou Sarrafiore.

A provável escalação do Coritiba tem Wilson; Mailton, Rhodolfo, Sabino e Jonathan; Hugo Moura, Nathan Silva e Neilton; Robson (Sarrafiore), Ricardo Oliveira e Cerutti.

Athletico

Paulo Autuori vai manter a base que venceu as últimas três partidas do Campeonato Brasileiro. Os únicos desfalques em relação à vitória sobre o Botafogo são os atacantes Nikão e Renato Kayzer, que receberam o terceiro cartão amarelo. Já o volante Erick e o lateral-esquerdo Márcio Azevedo seguem de fora, mas já não participaram das rodadas passadas.

Para a vaga de Renato Kayzer, Walter e Guilherme Bissoli disputam posição. Já para o lugar de Nikão, o meia Fernando Canesin e o atacante Reinaldo são as principais possibilidades. Caso Autuori opte por um jogador a mais no meio-campo, Carlos Eduardo jogará mais avançado.

O Athletico deve jogar com Santos; Jonathan, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius; Richard, Christian, Léo Cittadini e Fernando Canesin (Reinaldo); Carlos Eduardo e Walter (Guilherme Bissoli).

FICHA TÉCNICA
CORITIBA X ATHLETICO

Data: Sábado, 09 de novembro de 2021
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Horário: 19h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcus Vinícius Gomes (MG)
Árbitro de Vídeo: Wagner Reway (MT)
Assistente de VAR: Wanderson Alves de Sousa (MG) e Ciro Chaban Junqueira (DF)