Volante Matheus Galdezani deve voltar ao Coxa depois do empréstimo ao Internacional. (Geraldo Bubniak/Estadão Conteúdo)

O volante Matheus Galdezani pode voltar a vestir a camisa do Coritiba na temporada de 2020. Com contrato até final do ano que vem, o jogador, que estava emprestado ao Internacional, deve retornar ao Coxa e a diretoria estuda aproveitá-lo na equipe que, na próxima temporada voltará a disputar a Série A do Campeonato Brasileiro.

No entanto, não está descartada uma nova negociação, sobretudo pelo alto salário de Matheus Galdezani. O retorno técnico que o jogador daria ao Coritiba pode seduzir a diretoria a manter o atleta no clube.

“Seria o salário mais alto do nosso elenco. Um assunto para resolvermos, mas é inegável que, tecnicamente, o atleta tem bastante potencial. Não é um problema exatamente ruim. Claro que é um atleta caro, mas sabemos que tem um potencial grande”, afirmou o presidente Samir Namur, em entrevista à Rádio B concedida na última terça-feira.

Matheus Galdezani estava emprestado ao Internacional, mas teve uma lesão séria no joelho e voltou a treinar recentemente. Assim, a diretoria do colorado já teria avisado ao Coritiba que não gostaria de renovar o empréstimo do atleta. Ele poderia até ser envolvido em uma possível negociação para a continuidade do meia Juan Alano no Coxa, mas não será possível diante da manifestação do time gaúcho de não contar mais com o volante.

Campanha

Em 2017, meses depois de ser contratado pelo Coritiba e de se destacar com a camisa alviverde, foi feita uma campanha para o clube conseguir adquirir os direitos de Matheus Galdezani. Na ocasião, a diretoria impôs que se a meta de 25 mil sócios fosse atingida, o atleta permaneceria no Coxa.

Foi o que aconteceu e, em junho daquele ano, o Coritiba comprou junto ao Mirassol os diretos do jogador e estendeu o contrato até final de 2020. Mas o volante, naquele ano, caiu de produção assim como toda a equipe, foi emprestado ao Atlético-MG em 2018 e ao Internacional neste ano.