Umberto Louzer destacou necessidade de recuperar a confiança (Reginaldo Reginato/Fotoarena/Estadão Conteúdo)

Após a perda da Taça Dirceu Krüger e a eliminação do estadual, o técnico Umberto Louzer evitou lamentações e já virou a chave do Coritiba para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. O comandante cobrou inteligência neste momento conturbado após a derrota para o Athletico e confia que o grupo irá dar a volta por cima e dar alegria aos torcedores na próxima competição.

“Quando tem esse revés, você tem que levantar a cabeça e seguir. É nessa linha que temos que seguir. É claro que o Coritiba vem sofrendo ao longo dos anos, isso traz um peso maior para os atletas. Mas temos que ser inteligentes neste momento. Tenho certeza que vamos dar orgulho ao nosso torcedor. Vamos olhar para trás no final do ano e ver que todo esse processo que passamos valeu a pena. É levantar a cabeça a partir de amanhã e focar na Série B”, afirmou o treinador em entrevista coletiva.

Projetando uma boa estreia contra a Ponte Preta, Umberto Louzer foca as quase três semanas até a estreia na recuperação psicológica dos jogadores acima de tudo. “Precisamos atacar esse fator emocional dos atletas para aproveitar esses dias de preparação para a competição. Não adianta mais olhar para trás, temos que olhar para a frente e contar com o apoio de todos que querem um Coritiba forte, para começar bem a competição e já buscar os três pontos contra a Ponte Preta”, disse.

Louzer finalizou com a garantia de que o clube segue no mercado e buscará reforçar ainda mais o elenco para a Série B. “A gente precisa de atletas acostumados a jogar a Série B. A competição tem 38 jogos, fica difícil os jogadores atuarem em todas as partidas. Precisamos de um elenco homogêneo, por isso estamos de olho no mercado, para buscar encorpar esse grupo e buscar o nosso objetivo que é o acesso para a primeira divisão”, concluiu.

A estreia do Coritiba na Série B será diante da Ponte Preta, no dia 29, numa segunda-feira, às 20h, no Couto Pereira.