Umberto Louzer. (Geraldo Bubniak/AGB)

O Coritiba assumiu a vice-liderança da Série B com a vitória no estádio Couto Pereira por 2 a 0 sobre o Figueirense. Mesmo com o bom momento na competição, o técnico Umberto Louzer alertou que o clube não conquistou nada e ainda relembrou que o grande objetivo é estar entre os primeiros na última rodada para retornar à Série A.

“O futebol tem que mostrar sua capacidade todos os dias. O que fez hoje não vai ser o suficiente para conseguir o resultado amanhã. Por isso, a gente mantém os pés no chão, identificamos o que erramos e o que precisamos fazer para colher bons resultados. A partir do momento que consegue enxergar essa necessidade, tem que trabalhar. Nós não conseguimos nada, demos apenas um passo, mas é claro que ficamos felizes com o momento. Temos que ter tomar cuidado com as armadilhas e não podemos ser ‘picado’ pela vaidade. Vamos trabalhar muito porque ainda temos muita coisa para conseguir. O nosso objetivo é levar o Coritiba para a primeira divisão e precisamos trabalhar muito”, comentou Louzer.

Depois de passar por um momento ruim e até correr risco de ser demitido, o treinador corrigiu os principais problemas da equipe e levou o Coxa para as primeiras colocações da Série B. Para Louzer, o motivo para a melhora é a entrega dos atletas. “Sempre falei que o que nos traz orgulho e mostra que estamos no caminho certo é a entrega dos atletas. Eles têm entendido a responsabilidade que temos e a entrega é a diária”, disse.

“Quando tem a adversidade não tem terra arrasada, nem quando tem a vitória mostra que está tudo a mil maravilhas. Amanhã a gente entra em um processo de estudo e só tem tempo de recuperar e fazer alguns ajustes. É um processo diário, mas a gente fica feliz com a resposta que os atletas tem dado. Quando tem pego as sessões de semana cheia, a gente tem aproveitado bastante para criar outras maneiras de jogar, propor o jogo e dificultar o adversário”, acrescentou o comandante.

Em relação ao jogo, o técnico analisou que o Coxa não foi muito agressivo durante o primeiro tempo e ressaltou que as mudanças deram mais velocidade na etapa final. “O primeiro tempo a gente teve o controle do jogo, mas nos faltou um pouco mais de agressividade e movimentação e infiltrar mais na linha adversário. Faltou a agressividade para gerar desequilíbrio no sistema defensivo adversário. Já no segundo tempo, a gente conseguiu ter mais velocidade e dificultar o encaixe do adversário. Fomos felizes com os dois gols que nos garantiram a vice-liderança”

Assista à entrevista do técnico Umberto Louzer

Entrevista do técnico Umberto Louzer, após a vitória por 2 x 0 contra o Figueirense.

Posted by Esporte Banda B on Saturday, August 10, 2019