Criticado após a vitória magra sobre o Toledo, Marcelo Oliveira chegou a aumentar o tom de voz para responder as críticas que recebeu de parte da torcida. Apesar de ter admitido que o Coritiba jogou mal, o treinador fez questão de valorizar o futebol do adversário, que estava invicto há cinco partidas.

“Na primeira etapa, o atacante pelo lado esquerdo (Diego Dedoné) teve pelo menos duas oportunidades na diagonal. No segundo tempo, eles tiveram muito volume de jogo. O adversário dificultou muito por méritos próprios”, afirmou.

Feliz com o fato das substituições que fez terem resultado diretamente em gol, o comandante ponderou e admitiu a ansiedade da equipe. Para ele, a responsabilidade após a perda da primeira perna do campeonato foi sentida dentro de campo.

“No primeiro tempo tivemos dificuldades no contra-ataque do adversário e estávamos muito ansiosos por não termos ganhado o primeiro turno. Fiz as substituições com convicção. Os cruzamentos não saíram tão bons, mas conseguimos marcar no cruzamento do Gil”, disse.

Assista ao vídeo de Marcelo Oliveira: