Antes da partida contra o Goiás, na noite desta sexta-feira, a torcida do Coritiba protestou mais uma vez contra o presidente Samir Namur. Aproximadamente 50 torcedores ficaram do lado de fora da área para pedir a saída do atual mandatário coxa-branca.

Essa é a terceira vez apenas nesta semana que os torcedores pedem a saída do Coritiba em protesto no estádio. No último domingo, o muro do Couto Pereira foi pichado, e funcionários do clube rapidamente tiraram as ofensas. Na manhã desta sexta (09), a torcida colocou cartazes pedindo a saída do presidente e dos outros membros do G5.

Os cartazes que foram colocados no estádio foram retirados pouco tempo depois por funcionários do Coritiba. Porém, os outros pendurados em ruas próximas ficaram expostos.

Em entrevista à Banda B, Samir Namur descartou qualquer possibilidade de renunciar ao cargo. “Pressão absoluta nenhuma. Quando a gente se candidata à presidência do clube, desafios que esse cargo apresenta e vivendo bastante o dia a dia sabendo qual o tipo de pressão vai receber, de onde e por que vai vir. Estou bastante preparado para isso e isso em nenhum momento me pressiona. Sei muito bem como lidar com isso e muitas pessoas estão me apoiando. O que me incomoda e causa dificuldade são os problemas do dia a dia”, declarou.