Sabino marcou o gol da vitória do Coritiba. (Geraldo Bubniak/AGB)

Na estreia de Jorginho, o Coritiba conquistou uma importante vitória ao bater o Sport por 1 a 0 e o gol saiu no apagar das luzes, com 49 minutos do segundo tempo. Robson sofreu pênalti do goleiro Maílson e mais uma vez o zagueiro Sabino decidiu para o Coxa, garantindo os três pontos que tiraram o time da zona de rebaixamento.

Em entrevista ao Premiere, Sabino reconheceu que o importante era vencer mesmo se ele não tivesse balançado as redes. “Independente de quem faria esse gol, o importante era a vitória. Temos que festejar”, garantiu.

No banco de reservas, além do técnico estreante Jorginho, uma presença ilustre apareceu para ser o preparador físico principal: Hugo Padilha, conhecido como Paulista dentro do clube. O auxiliar da preparação foi diagnosticado com Covid-19, chegou a ir para a UTI e até necessitou de respirador. Depois de uma luta contra a doença, ele se recuperou e voltou aos trabalhos. “Quero dedicar esse gol ao nosso preparador físico, o Paulista, por tudo o que passou com o Covid”, disse Sabino após a partida.

O zagueiro-artilheiro pertence ao Santos e na próxima quarta (02) completa seu sétimo jogo pelo Coritiba no Campeonato Brasileiro, impossibilitando-o de retornar ao time de origem caso seja requisitado.