Por Pedro Melo com informações de Osmar Antônio 

Bacellar quer Alex na diretoria coxa-branca. (Rodrigo Dornelles/Banda B)Bacellar quer Alex na diretoria coxa-branca. (Rodrigo Dornelles/Banda B)

Rogério Bacellar foi eleito o novo presidente do Coritiba para os próximos três anos (2015, 2016 e 2017). Em sua primeira entrevista como próximo mandatário do Alviverde, Bacellar quer saber a atual situação financeira e convidou o ex-meia Alex para participar da próxima diretoria.

“Agradecer ao nosso craque Alex também, ele foi fundamental na nossa não queda para a segunda divisão, ele e o Marquinhos. “Convidamos ele [Alex] para continuar jogando e ele disse que era descansar. Convidamos para a nossa equipe e ele disse que ia pensar”, explicou.

Bacellar alegou que tudo valeu a pena por ele e toda a família ser formada por torcedores coxas-brancas. “Uma grande empresa tem que ser conduzida com muita firmeza, mas com os pés no chão. Além de valer a pena, eu quero ver se damos a resposta positiva para montar um time e lutar pelos primeiros lugares”, afirmou.

Um dos focos da nova administração será as categorias de base e Bacellar explicou como será esse projeto que terá o apoio do professor João Paulo Medina, diretor da Universidade do Futebol. “Futebol é o carro chefe e vamos transformar a categoria de base em uma escola de formação de atleta e por isso contratamos o Medina”, declarou.

O novo presidente anunciou que conversará com o técnico Marquinhos Santos, que anunciou a sua desistência de treinar o Vasco, para ele permanecer no ano que vem. “Queremos manter o Marquinhos. Vamos conversar com ele e verificar o que é. Dentro das possibilidades do clube, tudo bem”, disse.

André Macias, primeiro vice-presidente, prometeu uma gestão que leve o Coritiba a ser um dos grandes times do Brasil. “Vamos fazer do Coritiba um dos maiores clubes do Brasil em pouco e médio tempo e temos compromisso com a integração da base com profissional”, falou.

Já Ricardo Guerra, responsável pelo administrativo, assegurou que agora o time vai buscar o segundo título do Brasileirão. “Vamos valorizar o nosso principal negócio que é o futebol. O Coritiba é muito grande e vamos em busca dos grandes títulos. Nasce na tarde de hoje um grande grupo, lutando por um ideal e assumo a responsabilidade de resgatarmos o nosso clube. e chegarmos ao futuro próximo a um bicampeonato nacional que é o que essa torcida merece”, comentou.