Robson. (Osmar Antônio/Banda B)

O atacante Robson destacou o amadurecimento do Coritiba nas últimas rodadas para a subida na tabela de classificação da Série B. De acordo com o jogador, o bom momento não pode empolgar e o time precisa manter os pés no chão o tempo todo para atingir o grande objetivo de retornar para a primeira divisão.

“É um momento excelente. Sabíamos que seria um jogo difícil, o Figueirense tem esse jeito de marcar atrás da linha da bola. De uns quatro, cinco jogos para cá, a equipe vem amadurecendo e provou nos jogos contra Sport e Figueirense. Tem que continuar com os pés no chão e tenho certeza que no final vamos conseguir o nosso objetivo”, comentou Robson. “A Série B é muito difícil. Todo jogo precisa ser tratado como uma final, porque não é fácil conseguir o acesso. O nosso time vem amadurecendo e a cada jogo a gente vem provando isso. Tem que continuar desse mesmo jeito, sendo obediente taticamente e companheiro dentro de campo para conseguir o acesso”, acrescentou.

A reestreia do atacante foi na vitória por 2 a 1 sobre o São Bento, no dia 16 de julho, quando o Coxa não vivia um bom momento e o técnico Umberto Louzer até corria o risco de ser demitido. De acordo com o jogador, o grupo sempre esteve unido e encarou normalmente a pressão. “Não teve tanta mudança, porque nosso time sempre foi bem unido e todo mundo está de bem com a vida. Claro que é normal a pressão quando os resultados não aparecem e o Coritiba precisa ter essa pressão por ser muito grande. Todos os jogadores sabem lidar com ela. A derrota para o Criciúma deu um estalo e nos uniu mais para conquistar o nosso objetivo que é o acesso”, disse.

O Coritiba não perdeu mais desde a estreia de Robson e ainda ganhou novas opções para o setor ofensivo. “É uma disputa sadia. Quando todos estão em um alto nível, quem tem a ganhar é o Coritiba. Essa disputa sadia no grupo é boa e força todo mundo a estar 100%. A gente vê com bons olhos”, analisou.

“Tanto eu, quanto Rodrigão e Rafinha, a gente sabe da importância e o valor dentro do grupo. Quando volta, tem que dar o melhor. Tem companheiros que querem jogar e mantém o mesmo nível quando entram. A competitividade dentro do grupo boa e deixa todo mundo em alerta para dar o 100%. Isso quem tem a ganhar é o Coritiba”, acrescentou Robson.

Assista à entrevista do atacante Robson

Entrevista do atacante Robson

Posted by Esporte Banda B on Monday, August 12, 2019