Renato FolladorRenato Follador, novo presidente do Coritiba. (Divulgação)

Eleito presidente para o triênio 2021-2023, Renato Follador promete novidades no Coritiba nos próximos dias. Em entrevista à Banda B, durante o programa Balanço Esportivo, o mandatário garantiu que o novo treinador e os novos diretores serão anunciados já na próxima segunda-feira (04).

“No dia 04 de janeiro nós pretendemos anunciar o diretor executivo, os três coordenadores que substituirão o antigo cargo de diretor de futebol e o treinador da equipe principal. Independentemente disso, no dia 31 nós teremos uma reunião com todo o plantel e vamos levar confiança apoio e as melhores expectativas. Em contrapartida, vamos cobrar uma mudança radical dentro de campo. Não estão descartadas derrotas, mas as derrotas precisam ser lutando até o final”, comentou Follador.

O presidente confirmou que já está apalavrado com os novos profissionais e pretende assinar os contratos no final de semana. “Até uma hora atrás, eu era um mero candidato a presidência e não podia falar com ninguém sobre absolutamente nada. Eu só vou ser presidente a partir de amanhã [quarta], às 19h. Estamos há alguns meses contactando treinadores, diretores executivos e coordenadores e temos praticamente tudo apalavrado e acertada as condições financeiras. Depende apenas da assinatura do contrato. Depois da assinatura, o que pretendemos fazer entre os dias 2 e 4, faremos o anúncio com a intenção de ter a nova equipe trabalhando na segunda à tarde”, explicou.

Segundo informações apuradas pela Banda B, um dos nomes sondados pela nova diretoria do Coritiba para o cargo de CEO é João Carlos Brunoro. O presidente confirmou a sondagem, mas despistou sobre a contratação. “É um dos nomes que sondamos. Não posso confirmar nenhum nome porque alguns deles têm contrato com outros clubes até o dia 31 de dezembro. Ele está entre um dos três que sondamos”, disse.

Confiança na permanência

Apesar da situação complicada do Coritiba no Campeonato Brasileiro, Follador acredita na permanência na primeira divisão. De acordo com o presidente, o Coxa escapa do rebaixamento com sete vitórias nas últimas 11 rodadas. “Vamos lutar até o último momento pela permanência na Série A. Se não der, vamos reerguer o Coritiba na Série B. Os resultados não vão mudar automaticamente a partir da minha posse, mas vai mudar a postura. Tenho na minha cabeça que com sete vitórias podemos escapar e vamos lutar por isso”, declarou.