Foto: Geraldo Bubniak/AGB

O Coritiba goleou o Athletico no clássico 343 da história, no Couto Pereira, por 4 a 0, na tarde do último domingo. A parte negativa da vitória do Coxa foram os portões fechados para a torcida, por conta da pandemia do vírus COVID-19, e Rafinha, um dos principais jogadores do Verdão, endossou o discurso para que o Campeonato Paranaense seja paralisado.

Após o apito final, ainda em campo, o camisa 7 do Coritiba garantiu não ver sentido na paralisação de todos os campeonatos pelo mundo enquanto, apenas no Brasil, as partidas serem disputadas com portões fechados. “Espero mesmo que parem com o campeonato, que a gente possa se sensibilizar. O mundo inteiro parou e não somos nós no Brasil que vamos ter que continuar jogando com os portões fechados”, afirmou o atleta. “No próximo jogo, não temos nem ânimo pra jogar”, revelou.

Rafinha voltou a jogar um clássico Athletiba após sete anos, e admitiu que o gosto da vitória foi diferente por não poder comemorar com a torcida. “É diferente. Todos os clássicos que joguei em minha carreira, ainda mais esse aqui, gostamos com estádio cheio com o torcedor apoiando, o adversário provocando. Infelizmente, por conta da situação de saúde que está afetando o mundo inteiro, tivemos que jogar um clássico sem graça, com uma goleada, mas sem muita graça”, disse.

Classificado em primeiro, o Coxa terá mais um clássico nas quartas de final: enfrenta o Paraná, com o primeiro jogo fora de casa e a decisão dentro do Couto Pereira. A tendência é que o Campeonato Paranaense seja paralisado, mas caso não aconteça, a primeira partida está marcada para o próximo domingo (22).