Rafinha deixou futuro em aberto (Max Haack/Ag. Haack)

Começou com lágrimas e terminou com muita festa. Assim pode ser resumida essa segunda passagem do meia-atacante Rafinha no Coritiba na temporada de 2019. O camisa 7 não escondeu a emoção quando retornou ao clube, em maio deste ano, durante a entrevista coletiva, mas fechou o ano com o sentimento de dever cumprido, com a conquista do acesso à primeira divisão. Um ano complicado, de dores para o jogador de 36 anos e, por isso, sua sequência no futebol ainda é incerta.

Na verdade, Rafinha vai sentar ainda com a sua família para decidir se vai ou não se aposentar. O aspecto físico e as seguidas lesões que sofreu durante a Série B pesaram muito para o camisa 7 cogitar a possibilidade de pendurar as chuteiras. Definição que vai acontecer a partir de agora.

“Foram muitas lesões que normalmente eu não teria. Não estou acostumado com lesões, ainda mais uma seguida da outra. Estava vivendo bons momentos quando as lesões aconteceram. Isso me chateava, me deixava cabisbaixo, mas minha família sempre me deu muito apoio, me fortaleceu para voltar mais rápido. Como foi essa última, na panturrilha. Treinei e joguei com muita dor para dar minha parcela de contribuição”, comentou.

“Vamos comemorar hoje, amanhã (domingo) com a família e nas férias repensar, ver o que é melhor para a minha vida. Já conversei com muitas pessoas que pediram para eu não me aposentar e que eu tenho muito ainda a contribuir com o futebol, não só com o Coxa. É descansar, pensar com calma, com carinho para que no ano que vem a gente possa tomar uma decisão”, emendou Rafinha.

Quando dava entrevista para a Rádio Banda B, ainda no Barradão, em Salvador, Rafinha foi interrompido pelo técnico Jorginho. O treinador alviverde não tem sua situação definida para a temporada de 2020, mas afirmou que não vai deixar o ídolo alviverde se aposentar.

“Ele não vai parar. Eu não vou deixar”, cravou o treinador. “Fico muito feliz por ter contado com um jogador desse nível. Chegar à primeira divisão tem que ter um jogador desse nível”, cravou Jorginho.

De imediato, o meia-atacante Rafinha deu pistas de que não deve se aposentar diante do pedido do técnico Jorginho. “Um pedido desses aí tem muito peso”, encerrou o ídolo alviverde.