Couto Pereira será palco da estreia do Coritiba na Série A. (Geraldo Bubniak/AGB)

A derrota e a perda do título paranaense diante do Athletico na última quarta-feira (05) é parte do passado. Enfim, chegou o momento que todos os torcedores do Coritiba aguardavam, a estreia na Série A do Brasileirão. Neste sábado (08), às 19h30, o Alviverde recebe no Couto Pereira, o Internacional.

Com pouco tempo para treinar, Eduardo Barroca se vira como pode para corrigir os erros que a equipe cometeu nas finais do Estadual. Diante do Colorado Gaúcho, o técnico alviverde terá problemas para montar o setor ofensivo. Rafinha passou por cirurgia e desfalca o Verdão, só deve voltar a jogar em 2021; Thiago Lopes deve ser o substituto. Igor Jesus com um desconforto no tornozelo é dúvida; Wanderley e Sassá brigam pela posição. O único reforço confirmado até aqui para o Brasileirão, o atacante Neílton, ainda não reúne condições físicas e está fora da partida.

A provável escalação para a estreia do Coritiba no Brasileirão contará com: Alex Muralha; Patrick Vieira, Rhodolfo, Sabino e William Matheus; Nathan Silva, Matheus Galdezazni e Gabriel; Thiago Lopes, Robson e Igor Jesus (Wanderley ou Sassá).

O adversário

Pressionado por ter perdido o segundo turno do campeonato gaúcho para o maior rival, o técnico Eduardo Coudet já vê o seu trabalho questionado por parte da torcida. Um grupo de torcedores foi ao CT do Parque Gigante para cobrar jogadores e comissão técnica. Para a estreia no Brasileirão, o técnico argentino não pode contar com os meias Edenílson, Nonato e Musto, todos lesionados, sequer viajaram para Curitiba.

O provável Internacional para a estreia do Brasileirão conta com: Marcelo Lomba; Saravia, Bruno Fuchs, Víctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Lindoso, Marcos Guilherme, Praxedes (Pottker) e Boschilia; Thiago Galhardo e Guerrero.

 

FICHA TÉCNICA
CORITIBA X INTERNACIONAL

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba
Data:
Sábado, 08 de agosto de 2020
Horário:
19h30
Árbitro:
Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Thiago Henrique Neto Correia Farinha (RJ) e Daniel do Espirito Santo Parro