Novo representante precisa ser eleito ainda este ano. (Divulgação/Coritiba)

O Coritiba deverá ter um novo presidente eleito para o mandato de 2021/2023 ainda neste mês de dezembro. Na manhã desta terça-feira (8), o clube anunciou que mais de cinco mil sócios estão aptos a votar para o pleito deste ano. No entanto, o Alviverde terá que lidar com os problemas que envolvem aglomerações em meio a pandemia do novo coronavírus.

O Verdão solicitou junto a prefeitura de Curitiba uma avaliação da possibilidade de realização do pleito presencial. A capital paranaense tem aumentado o número de restrições na circulação de pessoas com a bandeira laranja, inclusive instituindo o lockdown aos domingos.

Em resposta à Banda B, a assessoria da prefeitura disse que a consulta feita pelo clube já teve retorno na manhã desta terça e que o clube deverá se organizar para cumprir o estipulado.

Marcelo Foggiato Licheski, presidente do Conselho Deliberativo do Coritiba afirmou que a prefeitura de Curitiba vetou qualquer forma de votação presencial, seja por “drive thru” ou dentro da sede, mesmo com o cumprimento dos protocolos de saúde, como uso de máscara e distanciamento social dos eleitores.

Desta forma, a diretoria do Alviverde definiu que as eleições deste ano serão realizadas de forma on-line e a nova data para a votação será na próxima terça, dia 15 de dezembro. Os torcedores serão comunicados sobre a alteração e sobre as novas determinações para poderem participar.

Os torcedores vão escolher entre as três chapas inscritas para participar da disputa. “Coritiba Responsável”, encabeçada pelo atual presidente, Samir Namur, “União Coxa”, de João Carlos Vialle e “Coritiba Ideal”, de Renato Follador.