Devido às chuvas do Rio de Janeiro que pararam a cidade, o julgamento do recurso do Coritiba, que seria amanhã, foi adiado para quinta-feira da semana que vem. O recurso do clube é uma tentativa de reverter a pena de perda de 10 mandos de campo e mais R$ 100 mil de multa.

A alegação do STJD é que cinco dos nove auditores, além do procurador-geral, Paulo Schmitt, não moram no Rio de Janeiro, e em função dos problemas ocasionados pelas chuvas teriam dificuldades para chegar à cidade pelos aeroportos.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Por causa das chuvas no Rio, STJD adia julgamento do Coritiba

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.