O Coritiba perdeu pela oitava vez consecutiva na Série A do Brasileirão na tarde deste sábado (26) e encerra o ano na zona de rebaixamento da competição. Em caso de vitória do Goiás em cima do Sport, o Alviverde cai para a lanterna do campeonato e aumenta os riscos de cair para a segunda divisão.

Em entrevista coletiva após o jogo, técnico Pachequinho analisou que o resultado foi “um jogo principalmente no nosso primeiro tempo, em que nós conseguimos neutralizar muito o jogo do Atlético, eles não tiveram muitas situações que pudesse nos dar uma dificuldade dentro do jogo. E quando tínhamos a bola, começamos a criar a transição ofensiva e surgiram algumas oportunidades. Eu acredito que no último lance, um pouquinho da ansiedade de querer fazer o gol, talvez tenha prejudicado. O resultado hoje de derrota a gente lamenta muito, principalmente pelo comportamento e por aquilo que a equipe apresentou no jogo”.

Para o treinador interino, o resultado de 2 a 0 para o Atlético Mineiro poderia ter sido outro, se as bolas aproveitadas por Robson, Neílton e até Giovanni Augusto tivessem entrado. “Nós poderíamos ter tido uma sorte melhor, criamos oportunidades, soubemos administrar o primeiro tempo de uma forma intensa, com o Atlético com poucas situações ofensivas. Mas infelizmente essa situação do jogo de hoje, enfrentamos um forte concorrente a chegar ao título, jogando em casa, sabíamos que iriamos encontrar dificuldades. A gente lamenta, fica triste e chateado pelo resultado porque no meu entender nós poderíamos ter conquistado no mínimo um ponto aqui”, concluiu.

O técnico interino agora tem seu futuro incerto após esta partida, isso porque a única garantia era de que ele ficaria a frente do Coritiba até as eleições presidenciais, que ocorrem no dia 29 de dezembro. Após a escolha do novo presidente, talvez um novo técnico assuma a equipe para o restante da Série A. Próximo adversário do Coritiba será o Goiás, no dia 6 de janeiro, as 20h30 no Couto Pereira, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.