Por Pedro Melo com informações de Osmar Antônio

Coritiba nunca chegou à semifinal da Sul-Americana. (Divulgação/Coritiba)Coritiba nunca chegou à semifinal da Sul-Americana. (Divulgação/Coritiba)

História. Essa é a palavra que está na cabeça de todos os membros da delegação do Coritiba que estão em Medellín, na Colômbia. Depois do empate na ida por 1 a 1, o Alviverde precisa de uma vitória simples contra o Atlético Nacional para alcançar a inédita semifinal da Copa Sul-Americana.

Para a partida, o técnico Paulo César Carpegiani terá problemas para escalar o time coxa-branca já que vários jogadores estão com problemas físicos, mas o único que ficou em Curitiba foi o zagueiro Nery Bareiro que se machucou na partida do último final de semana.

Além do zagueiro, Carpegiani não contará com o experiente meia Juan, com problema no joelho, e jogadores como João Paulo, Raphael Veiga e Leandro podem ser poupados por desgaste físico, além de Kleber que ainda está não está 100% fisicamente.

Em entrevista diretamente de Medellín, o treinador explicou o motivo das ausências de vários titulares e pensará muito antes de confirmar o time titular para não ‘perder’ nenhuma substituição. “O fato não é um jogador, mas sim, a sequência de jogos. O Juan está totalmente fora com o joelho inchado e temos outras preocupações também. O retorno do Kleber, que ainda não aguenta 90 minutos, já seria uma substituição e outra seria o Leandro, que está no seu limite e ainda vamos esperar. Outros jogadores também preocupam e nesse jogo não posso ficar com as mãos amarradas de não ter chances de não mudar por ordem técnica”, declarou.

Antes da partida em Curitiba, o Atlético Nacional mostrou preocupação com a bola aérea do Alviverde e é justamente esta jogada que o comandante quer explorar para sair com a classificação. “Vamos apostar na bola alta, vou colocar mais um jogador com essa característica para tirar proveito dessa jogada. É um jogo especial e temos que ter cuidado muito grande na hora de escalar a equipe por conta de todos esses problemas”, comentou.

O Coritiba não vive um bom momento e não sabe o que é vitória há cinco partidas. Desde a vitória sobre o América-MG por 3 a 0, o Alviverde empatou três partidas, perdeu outras duas e marcou somente duas vezes.

Atlético Nacional busca mais um título continental em 2016

O Atlético Nacional escalou time reserva no clássico local com o Independiente Medellín e ficou no empate em 2 a 2. Os únicos desfalques do treinador Reinaldo Rueda são o zagueiro Nájera, que foi expulso no jogo do Couto Pereira, e o lateral Bocanegra, lesionado. Campeão da Libertadores, o time colombiano busca conquistar os dois torneios continentais no mesmo ano.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO NACIONAL X CORITIBA

Local: Atanasio Girardot, em Medellín (COL).
Data: 26 de outubro de 2016.
Horário: 21h45 (horário de Brasília).
Árbitro: Victor Carrillo (PER).
Assistentes: Jonny Bossio (PER) e Coty Carrera (PER).

Atlético Nacional: Armani; García, Henríquez, Aguilar e Díaz; Arías, Uribe, Guerra e Macnelly Torres; Berrío e Miguel Borja.
Técnico: Reinaldo Rueda.

Coritiba: Wilson; Walisson Maia, Luccas Claro, Juninho e César Benitez; João Paulo (Amaral), Edinho, Ruy, Raphael Veiga (César González); Leandro (Vinicius) e Kazim-Richards (Kleber).
Técnico: Paulo César Carpegiani.

Confira a entrevista exclusiva com o meia Juan: