Jorginho  (Jorge Rodrigues/AGIF/Estadão Conteúdo)

A derrota para o Fluminense por 4 a 0 , foi a pior do Coritiba nesta Série A. Apesar de conseguir equilibrar a partida em alguns momentos, após sofrer o segundo gol, a equipe de Jorginho sucumbiu. O Coritiba sofreu três gols em 25 minutos e a acabou goleado. O técnico do Verdão, pediu desculpas ao torcedor pela derrota elástica.

“Eu como o líder desse equipe, venho pedir desculpas ao nosso torcedor, todo o  trabalho que fizemos foi para que nós tivéssemos um excelente resultado e infelizmente não deu. Tomamos um gol muito cedo e com isso, o Fluminense acabou se fechando. É uma derrota que dói muito, não temos tantas explicações, fizemos de tudo que as coisas mudassem, principalmente quando voltamos para o segundo tempo, mudamos ate o nosso sistema de jogo. Sofremos o segundo gol, num momento em que estávamos melhor e mais próximo do empate. Não é fácil você sofrer quatro gols, pois acredito que o Fluminense não criou para que tomássemos quatro gols e poderíamos ter um resultado melhor. Essa é uma realidade que temos passar com muito trabalho, não tem outra forma de sairmos dessa situação, não adianta procurarmos culpados. Eu sou treinador e sou o responsável e vamos dar a volta por cima” , afirmou Jorginho.

Se a equipe já tem o pior ataque entre as 20 equipes da primeira divisão, com os quatros gols sofridos no Engenhão, o Verdão também figura na lista de defesas mais vazadas, com 16 gols sofridos em 12 jogos. Com números tão negativos nos principais setores da equipe, a necessidade de reforços se faz urgente, mas Jorginho age com cautela para abordar o assunto. “Estamos esperando e não algo tão simples assim. Estamos com um imnbroglio no caso do Igor Jesus, nesta semana chega o meia Matheus Oliveira. No mês de outubro, vamos receber um atacante de lado, e buscamos dois atacantes de área. Temos alguns nomes, mas não podemos falar, pois não existe nada certo. Como treinador, eu preciso ter boas opções no elenco mas isso não é algo tão simples assim”, enfatizou o treinador.

O Coritiba permanece na 16ª posição com 11 pontos, mesma pontuação que o RB Bragantino, primeiro time na zona de rebaixamento, a diferença está nos critérios de desempate. O Coxa volta a campo, no próximo domingo (04), às 16h diante do São Paulo, no Couto Pereira.