Jorginho analisou empate com o Sport (Geraldo Bubniak/AGB)

Após a atuação ruim do Coritiba, que criou pouco, errou bastante e foi dominado pelo Sport, no empate sem gols, nesta segunda-feira (04), o técnico Jorginho criticou a maratona de jogos da equipe na Série B. O comandante lamentou a baixa produtividade da equipe, mas justificou o cansaço sofrido pelos atletas com a sequência desgastante que vem tendo na competição.

“Fizemos três jogos em seis dias. A viagem que fizemos para Cuiabá foi desgastante. Se via claramente que meus jogadores estavam cansando, errando coisas que não costumam errar. Não é uma questão de desculpa, mas uma realidade. Não conseguimos nem treinar. Teremos um jogo contra o Oeste, que mudou de sábado para sexta-feira, e temos um jogo na terça-feira”, afirmou o treinador em entrevista coletiva.

Jorginho também avaliou o fator emocional como preponderante na atuação ruim, impulsionado pela cobrança vinda das arquibancadas. “O cansaço vem batendo na nossa equipe, precisamos de um tempo melhor para recuperar os jogadores. Mas quando você erra uma e depois outra, isso pega. Temos atletas de qualidade, com bom controle de bola, mas infelizmente não conseguimos hoje. Melhoramos no segundo tempo, mas não foi o suficiente para ganharmos esta partida”, disse.

Sem tempo para lamentar os pontos perdidos com o empate em casa, o treinador manteve o pensamento no jogo a jogo e já projeta a recuperação na próxima sexta-feira (08), quando o Coritiba enfrenta o Figueirense, em Florianópolis.

“O próximo jogo contra o Figueirense é fundamental. Eles estão brigando contra o rebaixamento e precisamos somar pontos. Mesmo com todas as dificuldades, a equipe está invicta há oito jogos. Temos feito boas partidas fora de casa temos que continuar acreditando e trabalhando. Infelizmente não temos muito tempo para treinar, temos optado pelo descanso”, concluiu o comandante.

Confira a entrevista coletiva do técnico Jorginho:

Posted by Esporte Banda B on Monday, November 4, 2019