Gabriel. Foto: Divulgação/Coritiba

Um dos principais reforços do Coritiba no início da temporada, o meia Gabriel sofreu com uma lesão logo na quarta rodada e desfalcou a equipe tanto na Copa do Brasil quanto em grande parte da primeira fase do Paranaense. Apesar do contratempo, o atleta de 30 anos já está recuperado e se diz adaptado ao clube e à cidade de Curitiba, mesmo durante a pandemia. Em entrevista ao canal oficial do Coxa no Youtube, Gabriel destacou os treinos comandados pelo técnico Eduardo Barroca e falou um pouco sobre sua rotina nesta parada dos jogos no futebol brasileiro.

“No início, a parte física foi coberta pelos primeiros trabalhos online em casa e agora, com os exercícios físicos individualizados, além do professor Barroca promover algumas atividades táticas, mostrando alguns vídeos que auxiliam no processo”, explicou Gabriel.

Sem a exaustiva rotina de jogos e viagens, o meia revelou que tem passado o tempo com um dos seus hobbys favoritos: a leitura. “Eu gosto de ler. Acho que deveria ser um hábito de todos. A leitura ajuda muito no dia-a-dia e eu gosto de estar sempre com um livrinho. Acho bastante importante”, revela o meia.

Gabriel, que chegou a Curitiba em janeiro deste ano, pôde aproveitar pouco a cidade de Curitiba até o momento, devido à pandemia, mas já revelou que ele e a esposa já se adaptaram à capital paranaense. “Minha esposa gosta muito de sair para jantar e Curitiba tem ótimas opções. É uma bela cidade e estamos gostando bastante daqui. Espero poder explorar mais quando a pandemia passar”.

Paratiba

Já de olho na volta do Campeonato Paranaense, Gabriel analisou o próximo confronto do Coritiba, nas quartas de final do Estadual, Gabriel revela que o Coritiba temt rabalhado duro para conseguir a classificação às semifinais. “Não é só por ser clássico, mas qualquer tipo de jogo que envolve clubes grandes precisa ter uma dedicação de 110% dos jogadores. O fato de serem dois times de tradição deixa ainda mais difícil, mas espero que consigamos passar de fase”, finaliza.