Igor Jesus em disputa de bola com Thiago Heleno. Foto: Robson Mafra

Por conta da pandemia do novo coronavírus, o campeonato foi paralisado por mais de quatro meses. Por conta disso, a definição do campeão, sairá apenas no mês de agosto, algo incomum, se tratando de campeonato estadual. Na primeira partida, o Athletico venceu o Coritiba por 1 a 0, gol do meia Léo Cittadini. A segunda partida da final, está marcada para esta quarta-feira (05), às 20h no Couto Pereira.

O Furacão precisa apenas de um empate para se consagrar campeão, para o Verdão somente a vitória importa. Por um gol de diferença, a definição se dará nas cobranças de pênaltis, por dois ou mais gols, a equipe do Alto da Glória garante o 39º título estadual.

Motivos para acreditar

Das 16 partidas realizadas pelo Campeonato Paranaense, em apenas uma, o Coritiba não balançou as redes, justamente no primeiro jogo da final. A excelente campanha como mandante neste Estadual, é o motivo do Verdão estar na final. O Coritiba está invicto no Couto Pereira em 2020, foram oito partidas, com sete vitórias e apenas um empate. Marcou 20 gols e sofreu apenas cinco.

Na fase de classificação, as equipes se enfrentaram na 11ª rodada. O Coritiba goleou o Athletico por 4 a 0 com gols de Igor Jesus, Sabino, Matheus Sales e Rhodolfo.

Em relação a equipe que começará jogando, a tendência é que o técnico Eduardo Barroca, mantenha a equipe que atuou no jogo de ida. A dúvida é no setor de meio-campo entre Gabriel e Thiago Lopes, O primeiro foi titular no jogo da ida, mas o segundo é figura constante no time e já disputou 16 partidas na temporada.

A provável escalação do Coritiba para o clássico tem Alex Muralha; Patrick Vieira, Rhodolfo, Sabino e William Matheus; Nathan Silva, Gabriel (Thiago Lopes) e Matheus Galdezani; Rafinha, Igor Jesus e Robson.

Dúvidas

Já o técnico Dorival Júnior tem dúvidas para escalar o Furacão no segundo jogo da final. Na lateral-esquerda, Adriano que cumpriu suspensão, volta ao time no lugar de Abner Vinicius.

Na lateral-direita, sem contar com Erick lesionado, Jonathan e Khellven disputam uma vaga entre os titulares. No ataque, Guilherme Bissoli, com um edema na coxa é dúvida. Os atacantes Pedrinho e Vitinho são opções para começar a partida.

A provável escalação do Athletico para a final tem Santos, Jonathan (Khellven), Thiago Heleno, Lucas Halter e Adriano; Wellignton, Léo Cittadini e Marquinhos Gabriel; Nikão, Carlos Eduardo e Bissoli (Vitinho ou Pedrinho).

FICHA TÉCNICA
CORITIBA x ATHLETICO

Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR).
Data: Quarta-feira, 05 de agosto de 2020.
Horário: 20h.
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR).
Assistentes: Bruno Boschilia e Sidmar dos Santos Meurer (PR).