Wilson marcou o gol da vitória do Coritiba. (Divulgação/Coritiba)

O Coritiba sofreu mais uma vez, mas marcou aos 46 minutos do segundo tempo e garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o Guarani. Com o resultado, o Coxa subiu para o 9º lugar, com 12 pontos, e fica a três da Ponte Preta, que vai para a parada da Copa América na quarta colocação.

A partida em Campinas ficou marcada pela confusão da arbitragem que anulou o gol de Rodrigão no primeiro tempo e ainda não marcou uma penalidade máxima na etapa final. Aos 21 minutos, Rodrigão marcou um gol após receber longo chute de Sávio e o o árbitro Léo Simão Holanda chegou a confirmar o gol. Porém, depois de muita reclamação do Guarani, a arbitragem voltou atrás no lance e deu a posse de bola para o time campineiro.

No segundo tempo, Rodrigão cabeceou a bola em direção ao gol e a bola bateu na mão do zagueiro Brunno Lima. Porém, o árbitro mandou o jogo seguir para revolta dos atletas do Coritiba. Já nos acréscimos, Nathan sofreu pênalti, e o goleiro Wilson garantiu os três pontos.

O jogo

O Guarani começou pressionando o Coritiba e teve a primeira chance aos 21 minutos. Depois de levantamento na área, Wilson dividiu com Davó e Bruno Lima completou para o gol. Porém, o zagueiro Sabino tirou em cima da linha e impediu o primeiro gol da partida.

Na continuidade da jogada, o jogo foi paralisado para atendimento de Wilson quando o Guarani ainda tinha a posse de bola. No reinício, o lateral-direito Sávio deu um chute para a frente, o atacante Rodrigão avança em velocidade e marca o gol. Os jogadores do Guarani reclamaram muito com a arbitragem que a posse seria deles e a arbitragem errou. Após cinco minutos, o árbitro ouviu orientação do quarto árbitro e devolveu a posse de bola para o time campineiro.

No último lance do primeiro tempo, Wilson evitou o que seria o primeiro gol do Guarani. Ricardinho fez belo lançamento nas costas da defesa e deixou Davó na frente do gol. O camisa 9 dominou com calma e chutou no canto esquerdo para grande defesa do goleiro coxa-branca.

A etapa final teve mais polêmica envolvendo a arbitragem. Aos nove minutos, Rodrigão subiu mais que Bruno Lima e cabeceou para o gol. A bola bateu no braço do zagueiro do Guarani e o árbitro mandou o jogo seguir. O lance gerou muita reclamação dos jogadores do Coxa.

O Coritiba só foi criar uma nova chance aos 40 minutos Igor Paixão, que entrou na vaga de Juan Alano, chutou forte da ponta esquerda e o goleiro Giovanni evitou o gol. Quando parecia que o jogo terminaria 0 a 0, o Coxa marcou o gol da vitória. Nos acréscimos, Nathan foi derrubado por Brunno Lima e o árbitro marcou o pênalti. Na cobrança, Wilson cobrou no canto esquerdo e estufou as redes.

FICHA TÉCNICA
GUARANI 0X1 CORITIBA

Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, Campinas (SP).
Data: Terça-feira, 11 de junho de 2019.
Horário: 21h30.
Árbitro: Léo Simão Holanda (CE).
Assistentes: Jaílson Albano da Silva (CE) e Renan Aguiar da Costa (CE).

Guarani: Giovanni; Lenon, Ferreira, Brunno Lima e Armero; Deivid (Arthur), Ricardinho e Igor Henrique (Diego Cardoso); Mateusinho, Davó e Eder Luis (Felipe Amorim).
Técnico: Vinícius Eutrópio.

Coritiba: Wilson; Sávio, Walisson Maia, Sabino e Fabiano; Vitor Carvalho (Thiago Lopes), Matheus Sales e Luizinho; Juan Alano (Igor Paixão), Lucas Tocantins (Nathan) e Rodrigão.
Técnico: Umberto Louzer.

Gol: Wilson (CFC), aos 46′ do segundo tempo.
Cartão amarelo:
Ricardinho e Ferreira (GUA); Walisson Maia, Vitor Carvalho e Fabiano (CFC).