Alex Muralha retomou a titularidade na vitória do Coritiba sobre o Cianorte. (Divulgação/Coritiba)

O retorno de Alex Muralha ao gol foi a principal novidade na escalação do Coritiba na vitória por 3 a 2 sobre o Cianorte, na ida da semifinal do Campeonato Paranaense. Em entrevista após o jogo, o técnico Eduardo Barroca explicou o motivo da volta do goleiro na vaga de Wilson, titular nos dois jogos das quartas de final contra o Paraná.

“A disputa dele com o Wilson está sempre aberta. O Alex saiu da equipe por estar com Covid-19 e retomou seu espaço naturalmente hoje. É uma disputa muito boa. O Wilson, quando solicitado, foi muito bem também e com uma atitude muito boa. A disputa dos dois é em grande nível em experiência e qualidade técnica. Eles se respeitam muito e isso dá segurança para todos nós que a posição de goleiro do Coritiba está muito bem representada”, comentou Barroca.

Alex Muralha era o titular do Coritiba até a parada do futebol em março. Antes do retorno do estadual, o goleiro foi diagnosticado com a Covid-19. Por isso, Wilson jogou os dois clássicos e foi um dos destaques da equipe coxa-branca. No primeiro jogo, ele saiu de campo sem ser vazado. Já na segunda partida, levou um gol de pênalti, mas realizou várias defesas importantes.

Durante toda a temporada de 2020, Muralha disputou dez partidas e levou nove gols, e Wilson foi vazado em apenas três oportunidades nos quatro jogos disputados.