Por Guilherme Coimbra

Luiz Sallim Emed e Rogério Bacellar manifestaram contra rateio da Primeira Liga (Divulgação)Luiz Sallim Emed e Rogério Bacellar manifestaram contra rateio da Primeira Liga (Divulgação)

Contrariados com a decisão sobre o rateio dos direitos televisivos, Atlético e Coritiba enviaram uma carta para o presidente da Primeira Liga, Gilvan de Pinho Tavares, mostrando insatisfação com a distribuição e requerendo a convocação de uma Assembleia Geral Extraordinária para debater o assunto, segundo informações divulgadas pelo colunista esportivo Juca Kfouri.

O descontentamento dos dirigentes da dupla Atletiba veio depois que a Globo fez a proposta de pagar R$ 70 milhões pelos direitos de transmissão da Primeira Liga para o triênio 2017-18-19, sendo divididos da seguinte forma: 45% para todos os clubes; 32,5% para audiência e 22,5% de premiação. 

O novo formato alteraria o inicial, idêntico ao da Premier League, da Inglaterra, no qual 50% é dividido entre os clubes e o restante é dividido entre audiência e premiação. A linha de pensamento tomando os ingleses como modelo era a essência da competição para fugir dos padrões desiguais do Campeonato Brasileiro.

Ao que tudo indica, caso as solicitações para divisões igualitárias não sejam atendidas, Atlético e Coritiba poderão se retirar da Primeira Liga. Uma nova reunião deverá acontecer em Florianópolis ainda neste mês para debater novamente o rateio dos direitos televisivos.

Confira na íntegra a manifestação da dupla Atletiba divulgada pelo colunista Juca Kfouri: 

img_6630

img_6631