Zagueiro é o artilheiro do Coritiba na Série A, com três gols. Foto: Reprodução/Coritiba

Jogando na Serrinha em Goiânia, o Coritiba conquistou um ponto muito importante. O Verdão vencia a partida até os 35 minutos do segundo tempo, sofreu a virada, mas Sabino de pênalti aos 50 minutos deixou tudo igual. Com gols de Robson,William Matheus e Sabino, Coritiba e Goiás ficaram no 3 a 3. Pela 10ª rodada, o Coritiba enfrenta o Athletico na Arena da Baixada, no próximo sábado (12), às 16h30. Já Goiás, novamente em casa, recebe o líder da Série A, o Internacional no domingo (13), às 18h.

A pressão por estarem na zona de rebaixamento era um componente a mais entre Goias e Coritiba. O Verdão soube lidar melhor com a ansiedade. William Matheus cruzou, Sassá fez o desvio para o meio e Robson sozinho empurrou para as redes para fazer o primeiro do Coritiba na partida. Em vantagem, a equipe comandada por Jorginho, teve a chance de ampliar com Sassá. Novo cruzamento de William Matheus e o camisa 99 entre os zagueiros de canhota, carimbou a trave esmeraldina.

Com boa atuação ofensiva, o Coritiba criou mais e conseguiu ampliar. Num lance de bobeira, Edilson tentou o recuo para Tadeu, William Matheus foi mais esperto e o goleiro do Goiás deu um soco na bola e acertou o lateral do Coritiba e a bola entrou. Mas na reta final do primeiro tempo, dois lances que mudaram o rumo da partida.

Pênalti e expulsão

Após cruzamento de Jefferson, a bola bateu na mão de William Matheus. Pênalti para o Goiás, Rafael Moura cobrou bem e descontou para equipe goiana. Já nos acréscimos, Rodolfo Filemon se estranhou com Rafael Moura do Goiás e deu um chute no jogador do Goiás, o árbitro viu e expulsou o defensor do Coritiba.

Com um a menos durante todo o segundo tempo, o Goiás se lançou ao ataque e pressionou muito. Mas somente aos 35 minutos do segundo tempo, a equipe esmeraldinha chegou ao empate. Jogada de Rafael Moura pela esquerda, fez o passe para Keke e este só rolou para Ináci Jara, no primeiro toque na bola deixar tudo igual. No minuto seguinte, outra jogada pelo lado esquerdo e após cruzamento, Sabino tentou afastar e mandou contra o patrimônio. Em desvantagem, o Coritiba se lançou ao ataque e foi premiado. Aos 49 minutos da segunda etapa, Rafael Vaz cometeu pênalti e foi expulso. O zagueiro Sabino, cobrador oficial da equipe, foi para bola e deixou tudo igual, livrando o Coritiba da derrota.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 3X3 CORITIBA

Local: Estádio Hailé Pinheiro, Serrinha, em Goiânia
Data: Quarta-feira, 09 de setembro de 2020
Horário: 18h
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Jean Márcio dos Santos (RN)
Árbitro do VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Assistentes do VAR: Rodrigo Batista Raposo (DF) e Flávio Gomes Barroca (RN)

Goiás: Tadeu; Edílson (Juan Pintado), David Duarte, Rafael Vaz e Jefferson; Bren0 (Miguel Figuera), Gilberto e Daniel Bessa (Inácio Jara); Vinícius Lopes (Keko), Rafael Moura e Mike (Victor Andrade).
Técnico: Thiago Larghi

Coritiba: Wilson; Jonathan, Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Hugo Moura (Giovanni Augusto), Matheus Sales (Matheus Galdezani), Matheus Bueno (Natanael); Igor Jesus, Robson (Luiz Henrique) e Sassá (Rhodolfo).
Técnico: Jorginho

Gols: Robson aos 12 minutos do 1º tempo e William Matheus aos 36 minutos do 1º tempo; Rafael Moura aos 44 minutos do 1º tempo. Inácio Jara aos 35 minutos do 2º tempo e Sabino (contra) aos 36 minutos do 2º tempo; Sabino aos 50 minutos do 2º tempo

Cartões amarelos: Breno, Victor Andrade e Edílson (GOI); Hugo Moura, Matheus Bueno (CFC)
Cartão vermelho: 
Rodolfo Filemon (CFC) Rafael Vaz (GOI)