Era tudo que o Coxa queria: fazer um bom placar no primeiro tempo para pode poupar os titulares pendurados com cartões amarelos na etapa final. E foi exatamente isso que aconteceu. O Verdão abriu 2 x 0 antes do intervalo, e Ney Franco logo mexeu na equipe. Saíram Ariel e Rafinha, garantidos no Atletiba, para entrada de Bill e Geraldo.

Antes do início do jogo contra o Operário, Ney Franco voltou atrás no discurso de não poupar nenhum titular e deixou Leandro Donizete de fora da partida. De resto, a mesma equipe que venceu o Iraty na última rodada, com Andrade ganhando nova chance no meio campo.

O primeiro tempo começou morno, ao contrário do que se esperava de que o Coxa iria para cima. Aos poucos, o time da casa foi acordando e começou a dominar o jogo. Tanto que, aos 15 minutos, o Verdão já abriu o placar. Andrade foi lançado na esquerda, avançou até a linha de fundo e cruzou para trás. Ariel dominou, ajeitou a bola e bateu rasteiro para abrir o marcador.

A partir do primeiro gol, o Coritiba foi pra cima, atacava o tempo inteiro e ficou perto de marcar o segundo por várias vezes. O Operário errava muitos passes e não conseguia reverter a situação a seu favor. Aos 32, após um bate-rebate na entrada da área, Renatinho acertou um belo chute no ângulo superior direito de Osmar: 2 x 0 Verdão.

Foi quando Ney Franco começou a mexer na equipe, tirando de campo jogadores que corriam o risco de não jogar o clássico. Ariel foi o primeiro deles. No intervalo, Rafinha ficou no vestiário. E assim, sem grandes sustos, o primeiro tempo terminou com vitória e boa atuação do time do Alto da Glória.

A etapa final foi muito inferior que a inicial. O Coritiba caiu de produção ao natural, pois queria apenas administrar o resultado para garantir os 3 pontos. Com a recuada do time alviverde, o Operário achou alguns espaços e chegou com perigo ao gol de Edson Bastos ao menos quatro vezes. Mas nada que assustasse muito o Verdão, que segurou o placar até o apito final.

Com a vitória, o Coxa reassume a liderança do estadual, e já foca no jogo decisivo da próxima rodada contra o Atlético. Essa partida deverá decidir o campeão estadual de 2010. Já o Operário terá o Paranavaí pela frente, em Ponta Grossa. Esse duelo vale a segunda vaga na Série D, já que a primeira o Iraty já garantiu.

FICHA TÉCNICA:

Coritiba
Edson Bastos, Demerson, Jeci e Lucas Mendes; Rodrigo Heffner, Andrade, Marcos Paulo, Rafinha (Geraldo, Intervalo) e Renatinho; Marcos Aurélio (Enrico, 28’/2ºT) e Ariel (Bill, 44’/1ºT).
Técnico: Ney Franco

Operário
Osmar; Lisa, Vinicius, De Lazzari e Digão; Dário, Serginho Paulista, Serginho Catarinense e Davi Ceará; Rafael Leandro (Daniel Lemos, 15’/2ºT) e Clênio (Dyego Souza, 11’/2ºT).
Técnico: Pedro Caçapa

Data: 11/04/2010
Horário: 15h50
Local: Couto Pereira – Curitiba (PR)
Árbitro: Adriano Milczvski (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Márcio Lopes Guerra (PR)
Público: 7.227
Renda: R$ 80.135,00
Cartões amarelos: Jéci e Marcos Aurélio (COR) Serginho Paulista e Vinicius (OPE)
Cartões vermelho: –
Gol: Ariel, 15’/1ºT (1-0); Renatinho, 32’/1ºT (2-0);

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Coxa vence e joga decisão para o Atletiba

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.