Foto: Geraldo Bubniak/AGB

O Coritiba até criou ofensivamente, mas esbarrou nas boas defesas do goleiro Dalton e apenas empatou com o Rio Branco por 1×1, na noite desta quinta-feira (23), no Couto Pereira. O gol dos visitantes saiu logo aos nove minutos do primeiro tempo, com Filipe Santos. Nos quarenta e cinco minutos finais, Barroca promoveu duas alterações no time e mudou o esquema para um 3-4-3, com a entrada do atacante Rafinha. Aos vinte e cinco minutos, Roldofo Filemon empatou a partida com um belo gol de cabeça.

Com o resultado, o Coritiba chega aos quatro pontos, na quarta colocação. O Verdão volta a campo no próximo domingo, às 18h, para a disputa do clássico Paratiba, na Vila Capanema.

O jogo

O Coritiba começou a partida no Couto Pereira com a já tradicional marcação alta de Eduardo Barroca, pressionando o Rio Branco em seu campo de defesa. Por outro lado, o time de Paranaguá tinha muito espaço do meio de campo para frente.

E os comandados de Tcheco aproveitaram os espaços que o Coritiba entregava. Aos nove minutos, após bola rebatida na área, um cruzamento da esquerda encontra o meia Felipe Nunes, que só teve o trabalho de empurrar para as redes. 1×0 Rio Branco.

O gol não intimidou o Coritiba, que continuava a pressionar o Rio Branco, mas continuava a pecar nas finalizações. Aos vinte e dois minutos, após escanteio cobrado da direita, o atacante Robson cabeceou consciente e exigiu boa defesa do goleiro Dalton.

Aos trinta e oito minutos, Guilherme Parede bate escanteio na cabeça de Sabino, que sobe sozinho. O zagueiro coxa-branca cabeceia bem, mas a bola passa por cima do gol de Dalton. Quatro minutos depois, após contra-ataque, Welissol chega na cara do goleiro do Rio Branco, mas o zagueiro Renato Oliveira corta no último segundo e manda para lateral.

Na segunda etapa, o técnico Barroca tirou de campo o lateral-direito Lucas Ramon e o meia Thiago Lopes. Em seus lugares, respectivamente, Gabriel e Rafinha entraram na partida, o que alterou o esquema tático do Coritiba para um 3-4-3.

Logo aos dois minutos, Guilherme Parede faz boa jogada pela direita e cruza na área, mas Wellissol erra o chute dentro da pequena área e a bola vai para fora. Enquanto o Coxa buscava o empate, o Rio Branco recuou suas linhas de marcação e buscava apenas o contra-ataque.

O Coritiba conseguiu o empate aos vinte e cinco minutos. Após boa cobrança de falta na direita, o estreante Rodolfo Filemon sobe mais que toda a zaga do Rio Branco e faz um bonito gol de cabeça.

O gol animou o Coritiba. Aos trinta e nove minutos, após contra-ataque da direita, Igor Jesus recebe e tenta chute fora da área, mas a bola foi para longe do gol. O Coritiba pressionava o Rio Branco, mas continuava a errar no momento das finalizações, com os atacantes Guilherme Parede, Robson e Igor Jesus.

Nos minutos finais, a partida se transformou em ataque contra a defesa: Coxa seguia pressionando o Rio Branco, mas não conseguiu marcar o segundo gol.

FICHA TÉCNICA
Coritiba 1×1 Rio Branco
Local: Estádio Couto Pereira.
Data: Quinta-feira, 23 de janeiro de 2020.
Horário: 20h.
Árbitro: Murilo Ugolini Klein (PR)
Assistentes: Wesley Waldir Marmitt (PR) e Luis Henrique Campanhoni Amadori (PR).

Coritiba: Wilson; Lucas Ramon (Gabriel), Rodolfo Filemon, Sabino e Caetano; Matheus Sales, Matheus Galdezani e Thiago Lopes (Rafinha); Robson, Guilherme Parede e Welissol.

Rio Branco: Dalton; Luis Roberto (Wagner), Renato Oliveira, Salazar e Higor; Paulo Henrique, Zezinho (Arthur) e Felipe Nunes; Kaio Wilker, Filipe Santos e Vinícius Balotelli.

Cartões amarelos: Filipe Santos, Balotelli e Kaio Wilker (RBR); Matheus Sales (COR)

Gols: Felipe Nunes (RBR) aos nove minutos do primeiro tempo; Rodolfo Filemon (COR) aos vinte e cinco minutos da etapa final.