Após a vitória por 4×2 sobre o Ituano, na última sexta-feira (7), o Coritiba voltou a encostar no G4 e olhar para a parte de cima da tabela. Porém, para figurar entre os quatro primeiros colocados, o Coxa precisa encerrar uma um incômodo jejum: o de não vencer fora de casa.

Nesta Série B, foram quatro partidas fora do Couto Pereira, com dois empates (1×1 com a Ponte Preta e 0x0 com o Novorizontino) e duas derrotas (1×0 para Avaí e Ceará). Ao longo do ano, já são 12 confrontos, com três vitórias, três empates e seis derrotas, um total de apenas 33,3% de aproveitamento.

E o próximo compromisso do Alviverde é justamente como visitante, contra o Goiás, domingo (16), às 18h30, na Serrinha. O adversário é o segundo colocado na tabela, com 17 pontos, mas, se empatar nesta terça-feira (11) com o Mirassol, volta para a ponta da tabela.

Objetivo do Coritiba

Vencer a primeira partida fora de casa é a grande meta do Coritiba no momento. Ganhando, o Coxa se consolida na briga pelo G4, ainda mais superando um concorrente direto. Já um novo tropeço, mantém a equipe no meio da tabela, vendo os quatro primeiros se distanciarem.

Porém, o auxiliar James Freitas vê o time tendo boas atuações como visitante, até conseguindo oportunidades para sair com os três pontos, mas cometendo erros que custaram caro até aqui.

“Já conversamos sobre isso. Fizemos jogos bons fora de casa, contra o Avaí, contra a Ponte poderíamos ter vencido, contra o Novorizontino também. Mas o que a gente precisa é focar e buscar energia para fazer um jogo mais assertivo, do padrão que fazemos em casa”, avaliou ele, que comandou o time interinamente em sete jogos, sendo três fora de casa.

Coxa e a sina fora de casa

Porém, a fase ruim do Coritiba como visitante não é de agora. Desde 2011 o Alviverde sofre jogando longe do Couto Pereira, independentemente do campeonato e da divisão. Para se ter uma ideia, nas duas últimas edições do Brasileirão, em 2022 e 2023, o time conseguiu apenas cinco vitórias em 38 confrontos.

Na última vez em que disputou a Série B, em 2021, o Coxa até teve números positivos fora de casa, terminando com a quinta melhor campanha, com sete vitórias, cinco empates e sete derrotas. Mesma campanha de 2019, quando também subiu, mas sendo o sétimo melhor visitante. Em 2018, somou apenas 14 pontos longe do Alto da Glória.

Eu falo brincando que não podemos ser um bom pai hoje e um mau pai amanhã, Temos que sempre ser um bom pai, então temos que ter uma boa sequência e para isso temos que ter uma boa atuação fora e conquistar os resultados”, disse o volante Fransérgio.

Lance de Ceará x Coritiba, pela Série B
No último jogo como visitante, Coxa perdeu para o Ceará no Castelão. Foto: Divulgação/Coritiba

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Sonhando com o G4, Coritiba luta contra sina como visitante

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.