Mozart comandou a equipe do Coritiba interinamente em 2017 e 2019, em 2020 não fez nenhum jogo. (Divulgação/Coritiba)

Após a demissão do técnico Jorginho, neste domingo (25), o Coritiba partiu em busca de um novo comandante para o grupo, que está hoje na 19ª colocação da tabela de classificação, dentro da zona de rebaixamento, com 16 pontos conquistados em 18 jogos. O time alviverde tem ainda cinco dias até a disputa do próximo confronto, que será contra o Atlético Goianiense, no sábado (31), às 19h, no Couto Pereira.

Até lá, o presidente do Coritiba, Samir Namur, espera já ter um nome confirmado para estar a beira do gramado e ajudar na conquista dos três pontos nesta partida, resultado que pode tirar o Coxa da ZR momentaneamente, por uma combinação de resultados.

Possíveis nomes

Pela pressa, o Coritiba deve buscar um técnico disponível no mercado. Tiago Nunes (ex-Athletico) e Roger Machado (ex-Bahia) estão entre os nomes procurados pelo Verdão, em declarações recentes, os dois afirmaram que não têm interesse em dirigir nenhum time nesta temporada.

Já Mozart, velho conhecido da torcida alviverde, foi recém contratado pelo CSA e deve dar continuidade ao trabalho na equipe de Alagoas. O treinador é o nome mais cogitado pela equipe Alviverde, mas ainda não respondeu ao chamado do Coritiba.

Vanderlei Luxemburgo também está no mercado, após ser demitido do Palmeiras com 36 jogos oficiais em 2020, ele conquistou 17 vitórias, 14 empates, além de sofrer cinco derrotas. Com 52 gols marcados e apenas 27 sofridos, encerrou sua quinta passagem no Porco com 60,2% de aproveitamento. O experiente treinador também falou recentemente que não quer assumir nenhuma equipe neste ano.

Outro nome especulado é o de Ney Franco, que tem duas passagens pelo Coxa, nos anos de 2009, 2010 e 2015. O técnico estava no Cruzeiro, mas foi demitido após 7 jogos e apenas 2 vitórias na equipe mineira.