Há três semanas sem jogar uma partida oficial, o Coritiba entra na reta final da sua preparação para a Série B. No próximo domingo (21), o Coxa estreia na competição, contra a Ponte Preta, às 18h, no Moisés Lucarelli. Até lá, o técnico Guto Ferreira terá mais seis dias de treinamentos.

Porém, a agenda ainda será tranquila. Nas quatro primeiras rodadas do torneio, o Alviverde jogará apenas uma vez por semana, com dois duelos aos domingos, um na sexta-feira e outro no sábado, com viagens relativamente curtas, para Campinas e Florianópolis, e dois jogos em casa.

Ou seja, depois de uma verdadeira maratona ao longo do Campeonato Paranaense, o Coritiba teve mais de 20 dias para realizar uma espécie de intertemporada, além de ter entre quatro e seis dias de intervalo entre uma rodada e outra da segunda divisão.

Coritiba precisa corrigir alguns pontos

Neste ‘tempo livre’, o técnico Guto Ferreira pode focar em algumas falhas que a equipe apresentou nos primeiros dois meses da temporada, especialmente o setor defensivo. Em 16 partidas em 2024, foram 16 gols sofridos, média de um por confronto. O time só saiu de campo sem ser vazado em sete oportunidades.

Já o ataque produziu bem, com 30 gols marcados, mas pecou em duelos mais importantes, como, por exemplo, nas duas semifinais contra o Maringá, quando passou em branco nos 180 minutos. No jogo de volta, inclusive, pouco criou, mesmo precisando reverter uma desvantagem.

De qualquer maneira, olhando o copo meio cheio, o Coritiba entrará na principal competição da temporada pouco desgastado fisicamente, mas sabendo que a margem de erro daqui em diante será bem menor.

Guto Ferreira, técnico do Coritiba
Guto Ferreira teve e terá tempo para corrigir principais falhas do Coxa. Foto: Geraldo Bubniak/AGB

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Coritiba entra na reta final para principal objetivo da temporada

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.