Cinco atletas já haviam sido afastados na semana passada. (Divulgação/Coritiba)

Coritiba enfrenta mais uma onda de contaminação pelo novo coronavírus. A equipe divulgou no início desta quinta-feira (12), por meio de nota oficial, que “devido ao aumento de casos de Covid-19 no estado do Paraná e também aos resultados positivos identificados no elenco e que desfalcaram o time na última rodada, o Coritiba Foot Ball Club realizou nos primeiros dias desta semana novos testes de rotina em atletas, membros da comissão técnica e funcionários do clube”.

Com a bateria de exames, com 72 testes realizados pela equipe Alviverde, foram detectados mais nove casos da doença dentro do clube. Além do técnico Rodrigo Santana, que já estava afastado, o Coritiba afirma que dois atletas também testaram positivo e o restante dos contaminados faz parte da equipe de staff do clube.

Na nota, o Verdão afirmou que “todos já cumprem isolamento domiciliar e os atletas contaminados devem permanecer, pelo menos, dez dias sem atividades, e depois retornam gradativamente aos trabalhos”.

O Coritiba deve realizar mais uma bateria de exames para cumprir o protocolo de saúde imposto pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na próxima sexta-feira (13), que serão utilizados para a partida da próxima segunda-feira (16), contra o Bahia, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Confira a nota do Coritiba na íntegra

“Devido ao aumento de casos de Covid-19 no estado do Paraná e também aos resultados positivos identificados no elenco e que desfalcaram o time na última rodada, o Coritiba Foot Ball Club realizou nos primeiros dias desta semana novos testes de rotina em atletas, membros da comissão técnica e funcionários do clube. Na última bateria de exames realizadas nesta segunda, terça e quarta-feira foram realizados 72 testes.

Além do técnico Rodrigo Santana, que teve resultado positivo para Covid-19 em exame realizado já na segunda-feira, foram confirmados mais nove casos de contaminação. São dois atletas que testaram positivo, e outras sete pessoas do staff do clube. Todos já cumprem isolamento domiciliar. Os atletas contaminados devem permanecer, pelo menos, dez dias sem atividades, e depois retornam gradativamente aos trabalhos.

Na última semana, antes da partida contra o Internacional, foram identificados cinco casos positivos da doença em atletas. O diretor de futebol Paulo Pelaipe, diagnosticado com covid-19 no início do mês passado, também se recupera da doença.

Na próxima sexta-feira, serão realizados os testes que cumprem o protocolo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), e que valem para a partida da próxima segunda-feira, contra o Bahia, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.”