Uma sugestão bombástica quer mudar a história do Campeonato Brasileiro. Ainda dentro das críticas feitas à arbitragem da competição, o dono do Botafogo, o norte-americano John Textor enviou farta documentação ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Além de um relatório que aponta o Brasileirão como o mais influenciado pelos árbitros, ele fez sugestões para a melhora do campeonato. E uma delas poderia salvar o Coritiba.

Tudo começou – em tese – na derrota do Botafogo para o Palmeiras, jogo que marcou a arrancada alviverde para mais um título brasileiro. Após a partida, em entrevista ao repórter André Pessôa, do SporTV, Textor falou em “corrupção” no nosso futebol. Dias mais tarde, um relatório da empresa Good Game apontou fortes distorções tanto na parte de cima da tabela quanto na parte de baixo por conta dos erros de arbitragem.

Foi este relatório a base do pedido de investigação de manipulação de resultados entregue por Textor ao STJD. O argumento do Botafogo é de que a ação da arbitragem levou a resultados que não foram “homogêneos a todos os clubes” e “causaram desequilíbrio completo no Campeonato Brasileiro”. E é aí que entra o Coritiba – e também Santos, Goiás e América-MG.

Coritiba salvo?

No documento entregue ao STJD, o Botafogo traz diversas sugestões para os próximos Brasileirões. Algumas são manjadas, como a profissionalização dos árbitros e a desvinculação da CBF. Mas há também a ideia de cancelar o rebaixamento do campeonato deste ano – quer dizer, o próximo Brasileirão teria 24 clubes, os 20 que jogaram este ano mais Vitória, Criciúma, Juventude e Atlético-GO, que subiram da Série B.

A informação foi divulgada pelo apresentador André Rizek, do SporTV. “A novidade é que uma das soluções que o Botafogo apresentou ao STJD é que deveria cancelar o rebaixamento desse ano. Isso está lá, já foi entregue ao STJD como uma das alternativas, antes mesmo de saber quais seriam os quatro rebaixados. Tem alguma chance? Nem o Botafogo espera que isso possa acontecer. Mas é para vocês verem que o Textor não vai frear, a opinião dele é que a imprensa tem dado mais atenção à derrocada do Botafogo que a intenção de melhorar o futebol brasileiro”. Essa sugestão já foi feita, mas não tem chance de ser levada adiante”, disse o jornalista.

John Textor, dono do Botafogo.
John Textor está ‘on fire’. Foto: Divulgação/BFR

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Dono do Botafogo quer salvar o Coritiba do rebaixamento; entenda

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.