Coritiba foi derrotado em casa e vê o sonho ainda mais distante (Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

Era matar ou morrer, mas o Coritiba desperdiçou mais uma chance de manter o sonho do acesso vivo, ao ser derrotado pelo Guarani, por 2 a 0, na noite deste sábado (03), no Couto Pereira. Com o resultado, a equipe do técnico Argel Fucks se complicou ainda mais e vê a chance de voltar à elite, que já era de apenas 1%, ficar ainda menor na Série B.

A matemática ainda permite sonhar, mas só mesmo um milagre coloca o Coxa na Série A da próxima temporada. Com 46 pontos, o time paranaense está a oito de distância do G4 e joga nas últimas quatro rodadas precisando vencer todos os jogos e secando os demais adversários que ainda brigam pelo acesso: Avaí, Goiás, Avaí, Londrina, Atlético-GO, Ponte Preta e Guarani.

Na próxima rodada, o Verdão viaja para encarar o São Bento, na terça-feira (06), às 20h30, no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba-SP, válido pela 35ª rodada da Série B.

O jogo

A primeira etapa de partida foi movimentada, mas inteira de domínio dos visitantes. Diante de um Coritiba inoperante, que só ameaçou uma vez em chute de Vitor Carvalho, o Guarani foi o dono do primeiro tempo. Foram, ao todo, oito boas chances que levaram perigo à meta alviverde. O sucesso bugrino chegou aos 30 minutos, quando Denner avançou pela direita e cruzou rasteiro para Gabriel Poveda completar no fundo das redes. Insatisfeito com a atuação fraca da equipe, Argel Fucks mexeu ainda antes do intervalo e colocou Alisson Farias na vaga de Jean Carlos.

Atrás no placar, o Coxa tentou esboçar uma reação na volta do intervalo. Aos seis minutos, Guilherme teve boa chance em falha da defesa adversária, driblou o goleiro Agenor, mas foi travado na hora do arremate. Sem criatividade no meio-campo, essa foi a única chance clara. Depois disso, o que se viu foi uma equipe que não conseguiu reagir e só finalizou com Simião e Chiquinho, ambas sem direção.

Melhor para o Guarani, que aproveitou para fechar o caixão do time da casa. Aos 18 minutos, Matheus Anjos acionou Jefferson Nem, que fez boa jogada, entrou na área e bateu na saída de Rafael Martins para marcar o segundo.

O golpe foi fatal. Se já estava difícil esboçar uma reação com um gol atrás, com dois ficou impossível. Restou ao Coxa um fim melancólico, sob protestos da torcida e com um a menos em campo, após a expulsão do atacante Guilherme. Foi só. O Coritiba perdeu mais uma e praticamente se despede das chances de acesso à Série A para a próxima temporada.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 0X2 GUARANI

Local: Estádio Couto Pereira.
Data: Sábado, 03 de novembro de 2018.
Horário: 19h30.
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE).
Assistentes: Francisco Chaves Bezerra Júnior (PE) e Bruno César Chaves Vieira (PE).
Público e renda: 2.451 pagantes | 2.723 total | R$ 40.196,00

Coritiba: Rafael Martins; Leandro Silva, Rafael Lima, Alan Costa e Abner; Vitor Carvalho, Simião (Vinícius Kiss), Jean Carlos (Alisson Farias) e Yan Sasse (Chiquinho); Guilherme e Alecsandro.
Técnico: Argel Fucks.

Guarani: Agenor; Kevin, Philipe Maia, Fabrício e Romário; Willian Oliveira, Ricardinho, Denner (Fabrício Bigode), Matheus Anjos (Rafael Longuine) e Jefferson Nem; Gabriel Poveda (Caíque).
Técnico: Umberto Louzer.

Gols: Gabriel Poveda aos 30′ do primeiro tempo e Jefferson Nem (GUA) aos 18′ do segundo tempo.

Cartões amarelos: Rafael Lima e Vitor Carvalho (CFC); Fabrício e Matheus Anjos (GUA).

Cartão vermelho: Guilherme (CFC).