Coritiba perde mais uma e fica próximo do rebaixamento. (Divulgação/Coritiba)

Coritiba perdeu na tarde deste sábado (26) por 2 a 0 para o Atlético Mineiro, com gols de Hyoran e Eduardo Sasha, em partida válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Com este resultado, o Verdão ficou em situação crítica na tabela, com 21 pontos o Coxa é o 19º na classificação, já o Galo sobe para a segunda colocação com 49 pontos somados.

No entanto, o Alviverde ainda pode terminar a rodada na lanterna do campeonato caso o Goiás vença a partida contra o Sport. Há oito jogos sem vencer, o Coritiba precisa da vitória contra o seu próximo adversário, que será justamente o Esmeraldino, no dia 6 de janeiro, as 20h30 no Couto Pereira, pela 28ª rodada.

O jogo

Primeiros movimentos da partida começaram com pressão e intensidade do Atlético Mineiro. Já no primeiro minuto, escanteio para o Galo e Wilson afastou, logo em seguida, em uma cobrança de falta próximo a grande área, Hyoran bateu direto, mas a bola explodiu na trave. Wilson caiu de mal jeito e sentiu o ombro direito, mas após receber atendimento voltou ao jogo.

Hyoran cobra fechado, Wilson defende, o Galo ainda fica com ela e Vargas de cabeça mandou para a meta e o goleiro Alviverde defendeu a queima roupa. Neste mesmo lance, Zaracho se machuca e o jovem Calebe assumiu a vaga no meio de campo. Na primeira investida do Coritiba, Neílton deixou Giovanni Augusto cara a cara com o goleiro Everson e o meia, que estava atuando como atacante, bateu fraco em cima do arqueiro que fez fácil defesa.

Se segurando como podia, o Coritiba trabalhava no seu campo de defesa e apostava nos contra-ataques. Na subida de Giovanni Augusto aos 27 minutos, o meia inverteu a jogada e Matheus Galdezani apareceu como elemento surpresa e mandou de primeira, mas a bola acabou indo para fora. Minutos depois, Neílton engatou um contra ataque veloz, encontrou Galdezani no meio da área, e o meia chegou batendo, a bola foi no meio do gol e Everson defendeu.

Bem na partida, o camisa 10 do Coritiba recebeu o lançamento e tabelou com Giovanni Augusto, na hora de retornar o passe, Guga tirou de cabeça. No escanteio ele mesmo, Neílton, fez a cobrança e quase fez um gol olímpico, mas Everson tirou com a ponto dos dedos. A pressão do Coxa era toda no contra-ataque, Neílton acelerava as jogadas, mas Galdezani e Giovanni Augusto perderam muitas oportunidades.

Na segunda etapa, o Coritiba continuou com o posicionamento defensivo e apostando nas contra cargas. Só que aos 21 minutos, em uma bobeira da zaga, Hyoran recebeu dentro da área e ficou sem marcação cerrada. O atacante fez o que quis dentro da grande área e bateu no ângulo de Wilson, que não chegou na bola, e abriu o placar.

Depois do gol, o Coritiba sentiu o baque e parou de criar. Com dificuldades, o Verdão ainda perdeu Rafinha, que sentiu a panturrilha e saiu de maca. Robson entrou e trouxe mais velocidade ao Alviverde e aos 30 minutos, na trama com Giovanni Augusto o camisa 30 bateu cruzado e Everson salvou fazendo grande defesa.

Seis minutos depois, Arana tenta tabela com Eduardo Sasha, Rhodolfo chega para interceptar, mas a bola continua viva na área, Sasha pega de novo limpa a zaga e bate no canto do goleiro Wilson e marca o segundo gol do Galo em sua primeira participação na partida. Sem muita criatividade, o Coritiba não conseguiu reagir e acabou derrotado no Mineirão.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2X0 CORITIBA

Data: Sábado, 26 de dezembro de 2020
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Horário: 17h.
Árbitro: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Antônio Zanotti (ES)
Árbitro de vídeo: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)
Assistentes de vídeo: Marielson Alves Silva (BA) e Clovis Amaral da Silva (PE)

Atlético Mineiro: Atlético Mineiro pronto para enfrentar o Coritiba com Everson; Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Nathan (Igor Rabello), Hyoran e Zaracho (Calebe)(Franco); Savarino, Vargas (Eduardo Sasha) e Keno.

Técnico: Jorge Sampaoli

Coritiba: Wilson; Natanael, Rhodolfo, Sabino e Jonathan; Hugo Moura (Pablo Thomaz), Matheus Sales (Matheus Bueno), Matheus Galdezani (Sarrafiore); Neilton (Cerutti), Rafinha (Robson) e Giovanni Augusto

Técnico: Pachequinho

Gol: Hyoran e Eduardo Sasha (CAM)