Coritiba foi superado de virada pelo Botafogo e segue sem vitórias no returno do Brasileiro (Geraldo Bubniak/AGB)

Em uma tarde de oscilações dentro de campo, o Coritiba sofreu mais um revés, desta vez para o Botafogo, de virada, por 3 a 2, neste domingo (24), no Couto Pereira, em compromisso válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com mais uma derrota, equipe estaciona nos 27 pontos e pode fechar a rodada na penúltima colocação.

O jogo refletiu muito bem o que tem sido a participação do Coxa na competição. No primeiro tempo, longe de ter uma atuação exemplar, mas o time foi convicto e saiu na frente. Aos 34 minutos, a chance foi em cobrança de pênalti, mas Gatito defendeu o chute de Thiago Carleto. Na sequência, o lateral-esquerdo se redimiu e cobrou falta na cabeça de Werley, que mandou para o fundo do gol e levou a vantagem para o intervalo.

Já a segunda etapa foi um verdadeiro desastre para o Verdão. Em menos de 20 minutos, os cariocas viraram o duelo com gols de Roger e Guilherme, aproveitando bolas cruzadas na área. Thiago Carleto ainda igualou novamente, em cobrança de falta, aos 37 minutos. Mas, no lance seguinte, João Paulo aproveitou vacilo defensivo na área e decretou a vitória alvinegra e mais um jogo sem vitórias dos mandantes no campeonato.

O Coritiba volta a campo no próximo sábado (30), às 16h, diante do Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador-BA, válido pela 26ª rodada do Brasileirão.

Coritiba perde pênalti, mas se redime na sequência e sai na frente

O jogo demorou para engrenar no primeiro tempo. Com um início sem intensidade para ambos os lados, o Coritiba foi o primeiro a assustar. Aos 15 minutos, Tiago Real recebeu cruzamento na área e cabeceou para fora.

O Botafogo, por sua vez, ameaçou apenas em duas ocasiões. No início, aos 17, em contra-ataque armado por Arnaldo, o atacante Roger recebeu na frente e finalizou para fora. A segunda, já nos minutos finais, Wilson defendeu cabeçada de Thiago Carleto contra a própria meta.

E por falar em Carleto, esse foi o nome alviverde na etapa inicial, vivendo do céu ao inferno em um minuto. Aos 32, Rildo tentou cruzamento na área e Rodrigo Lindoso desviou com o braço. O árbitro marcou pênalti, que Thiago Carleto cobrou no canto direito e Gatito Fernández defendeu. Mas, no lance seguinte, o camisa 88 se redimiu. Em cobrança de falta na área, ele colocou a bola na cabeça de Werley, que desviou para o fundo das redes, abrindo o placar no Alto da Glória.

Botafogo vira o jogo e amplia drama alviverde

O segundo tempo foi para ser esquecido pelo Coritiba. Logo na primeira chegada, aos 11 minutos, cruzamento na área e Roger cabeceou para o fundo das redes, igualando o duelo. A virada do Botafogo veio pouco depois, aos 18, com bola cruzada por Bruno Silva pela direita para Guilherme, na pequena área, empurrar para o gol.

Depois de sofrer a virada, a equipe sentiu o golpe e só não teve o pesadelo aumentado por causa do goleiro Wilson, que defendeu duas vezes a chegada dos cariocas com Bruno Silva e Joel Carli.

O Coritiba chegou ao empate já na parte final de jogo. Aos 37 minutos, Thiago Carleto soltou a pancada de fora da área em cobrança de falta e igualou o jogo. Mas não deu nem tempo para comemorar. No minuto seguinte a defesa falhou e João Paulo, livre na área, mandou para o fundo das redes de Wilson para decretar mais um revés alviverde no Brasileirão.

 

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 2X3 BOTAFOGO

Local: Estádio Couto Pereira, Curitiba (PR).
Data: Domingo, 24 de setembro de 2017.
Horário: 16h.
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC).
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC).
Público e renda: 8.315 pagantes | 9.045 total | R$ 156.355,00

Coritiba: Wilson; Léo, Werley, Walisson Maia e Thiago Carleto; Jonas, Matheus Galdezani, Anderson (Rafael Longuine) e Tiago Real (Iago Dias); Rildo e Henrique Almeida (Keirrison).
Técnico: Marcelo Oliveira.

Botafogo: Gatito Fernández; Arnaldo, Igor Rabello, Joel Carli e Victor Luis; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva (Dudu Cearense), Matheus Fernandes (Marcos Vinicius), Gilson (Guilherme) e João Paulo; Roger.
Técnico: Jair Ventura.

Gol: Werley (CFC) aos 35′ do primeiro tempo; Roger aos 11′, Guilherme (BOT) aos 18′, Thiago Carleto (CFC) aos 37′ e João Paulo (BOT) aos 38′ do segundo tempo.
Cartões amarelos: Léo e Jonas (CFC); Arnaldo, Joel Carli e Roger (BOT).