O mês de abril chegou e com ele vem a estreia do Coritiba na Série B, que será entre os dias 19 e 21, contra a Ponte Preta, em Campinas, e também a tentativa de resolver a situação de Alef Manga, para saber quando o atleta estará à disposição do técnico Guto Ferreira.

Embora o camisa 11 já esteja realizando treinos em horários alternativos no CT da Graciosa, ele ainda não pode participar de atividades com o restante do elenco e muito menos ser relacionado para alguma partida, por ter sido suspenso por um ano, por estar envolvido no esquema de apostas de manipulação de resultados.

Uma situação que o Coxa esperava ter resolvido ainda em fevereiro, quando Manga completou seis meses do cumprimento da pena e tentava na Justiça reverter os outros seis meses. Algo que estava bem encaminhado, até que o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), José Perdiz, voltou atrás e negou o pedido da defesa.

Decisão adiada e Coritiba aguarda

Na época, o STJD adiou qualquer decisão sobre converter a suspensão em uma multa financeira e doação de cestas básicas pelo menos até abril. Agora, Coritiba e a defesa de Alef Manga tentarão agendar para os próximos dias um novo pedido de conversão. A ideia é que seja ainda no início do mês, para que ele possa participar da preparação para a estreia na segunda divisão.

Alef Manga está suspenso desde o dia 9 de agosto, quando houve o julgamento por parte do STJD. Na sequência, o atacante foi emprestado ao Pafos, do Chipre, mas no dia 31 de outubro a punição foi internacionalizada pela Fifa e, com isso, ele não poderia jogar profissionalmente em nenhum lugar.

Alef Manga em ação pelo Coritiba, em 2023
Alef Manga aguarda decisão do STJD sobre reversão de pena. Foto: Geraldo Bubniak/AGB

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Coritiba entra em ‘mês D’ para contar com Alef Manga

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.