Coritiba busca a primeira vitória sob o comando de Rodrigo Santana. (Divulgação/Coritiba)

O Coritiba tem confronto direto contra o Sport, neste domingo (13), às 18h15, na Ilha do Retiro. Se conquistar a primeira vitória sob o comando de Rodrigo Santana, o Coxa fica a apenas um ponto de sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Porém, caso perca, o Alviverde fica sete pontos atrás do 16º colocado.

“Mais uma semana inteira de preparação importante para encarar uma partida importante como essa. Alguns jogadores retornando para nos fortalecer ainda mais e espero que a gente consiga colocar em prática no jogo o que a gente trabalhou na semana”, afirmou o goleiro Wilson.

Provável escalação

Para a partida, o técnico Rodrigo Santana não conta com o lateral-esquerdo William Matheus e os volantes Matheus Sales e Matheus Galdezani, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Na defesa, o meia Mattheus Oliveira deve ser o titular. Já no meio-campo, os favoritos são Hugo Moura, recuperado da Covid-19, e Matheus Bueno.

O meia Giovanni Augusto viajou com a delegação e participou do último treinamento antes da partida. De acordo com o Coritiba, o jogador será monitorado pelo staff até momentos antes da partida. Caso fique à disposição, será titular.

A provável escalação do Coritiba tem Wilson; Mailton, Rhodolfo, Sabino e Mattheus Oliveira; Hugo Moura, Matheus Bueno e Giovanni Augusto; Rafinha, Ricardo Oliveira e Robson.

O adversário

O Sport também não vive um momento e vem de cinco jogos sem vencer, sendo quatro derrotas consecutivas. O técnico Jair Ventura deve escalar a equipe com Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson e Sander; Marcão, Ronaldo (Chico), Betinho e Lucas Mugni; Marquinhos e Dalberto.

FICHA TÉCNICA
SPORT X CORITIBA

Data: Domingo, 13 de dezembro de 2020
Local: Ilha do Retiro, no Recife (PE)
Horário: 18h15.
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Michael Correia (RJ)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes de vídeo: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)