Coritiba quer sua torcida no clássico. (Divulgação/Coritiba)

O Departamento Jurídico do Coritiba encaminhou pedido para o Athletico, com cópia para a Federação Paranaense de Futebol (FPF), para que o clube tenha a carga de 10% dos ingressos na final da Taça Dirceu Krüger, marcada para a próxima quarta-feira (10), às 21h30, na Arena da Baixada.

Os ingressos já viraram caso no Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) durante o primeiro turno. No clássico Athletiba disputado em 27 de janeiro, o Rubro-Negro não liberou a presença da torcida do Coritiba na Arena da Baixada e o caso foi parar nos tribunais.

Em julgamento, o TJD-PR suspendeu o presidente Luiz Sallim Emed em 360 dias e ainda multou o Athletico em R$ 200 mil. No pleno, a punição ao mandatário do Athletico foi mantida, mas a multa caiu para R$ 100 mil. A entidade ainda decidiu, no começo de fevereiro, pelo fim da torcida única em jogos do Campeonato Paranaense.

Porém, o estadual teve mais um caso de torcida única. O clássico entre Coritiba e Paraná, no estádio do Pinhão, em São José dos Pinhais, contou apenas com torcedores do Coxa. A diretoria alviverde aceitou a recomendação do Ministério Público para que não tivesse duas torcidas, mas ressaltou que é contra o projeto de torcida única.