Nos últimos três jogos, o Coritiba vem sofrendo com sua defesa. Nas três ocasiões, o time saiu atrás no placar e em duas (empates em 1×1 com Vila Nova e Paysandu) conseguiu igualar a situação, o que não ocorreu na derrota por 1×0 para o Amazonas.

Porém, mesmo tendo sido vazado nestas últimas três rodadas, o setor do Coxa ainda é um dos destaques desta Série B. Foram apenas dez gols sofridos, tendo a segunda melhor defesa da competição, ao lado de Avaí e Mirassol, ficando atrás somente do Operário, que levou nove.

Só que contra o Papão da Curuzu a equipe errou muito e chegou a ser pressionada pelo adversário, que até marcou o segundo gol no início da etapa final, mas que foi anulado pelo VAR. Uma situação que, para o técnico Fábio Matias, se ocasionou ainda pelo desequilíbrio no jogo, não necessariamente com erros defensivos.

Tivemos um jogo muito bom na defesa. Olhar só a última linha é injusto. Os gatilhos de pressão estão mais na zona central para frente. Tivemos roubadas de bola ali que podiam ter se transformado em gol. Estamos ajustando isso, buscando o equilíbrio, para ter mais sequência”, apontou ele.

Problema da defesa do Coritiba começa no ataque

Até aqui, em 14 jogos, o Coritiba só levou mais de um gol em uma única partida, na vitória por 4×2 sobre o Ituano, além de ter passado sem ser vazado em cinco oportunidades. Um desempenho que já vinha com Guto Ferreira, passou por James Freitas e vem dando continuidade com Fábio Matias.

Mas, desde que o atual treinador assumiu, são quatro gols sofridos em cinco partidas, passando intacto somente no 1×0 diante do América-MG. Algo que o comandante alviverde ressalta que passa por todo o time, inclusive os atacantes, que precisam aproveitar as chances criadas.

“Trabalhamos, treinamos, ajustamos. Os movimentos que fizemos aconteceram no jogo, mas precisamos ter um pouco mais de tranquilidade no último quarto do jogo. Essa é a nossa necessidade de evolução. Tivemos 14 finalizações no total, mas apenas três em gol. E paralelo a isso, os adversários têm poucas finalizações e isso temos que valorizar. Temos que ser mais eficientes, esse é o nosso ponto chave”, completou.

O próximo desafio do Coxa será no sábado (13), quando encara o CRB, às 18h, no Rei Pelé, pela 15ª rodada da segunda divisão.

Lance de Coritiba x Paysandu, pela Série B
Coxa sofreu gol nos últimos três jogos. Foto: Geraldo Bubniak/AGB

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Dono da segunda melhor defesa da Série B, Coritiba vê setor cair de rendimento

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.