Pachequinho comanda o Coritiba até as eleições presidenciais no dia 29. (Divulgação/Coritiba)

O Coritiba oficializou que Pachequinho será o técnico interino nas próximas duas rodadas contra Botafogo e Atlético-MG. O assistente permanente fica no cargo até as eleições presidenciais do clube no próximo dia 29 de dezembro.

Inicialmente, a diretoria coxa-branca procurou um novo treinador no mercado para substituir Rodrigo Santana, demitido após a derrota no confronto direto para o Sport por 1 a 0. Porém, Mozart, atualmente no CSA, recusou o convite pela segunda vez.

Marquinhos Santos, que estava no Juventude neste ano, também foi cotado para o cargo, no entanto tem a rejeição de parte do G5. O treinador já acumula duas passagens pelo Coritiba, uma em 2012 e 2013, e outra entre 2014 e 2015. Na temporada de 2020, o técnico realizou 11 jogos a frente da equipe do Juventude, com apenas uma vitória. Desde então segue fora dos gramados.

Enderson Moreira, que estava no Goiás, também figurou como uma opção. Ele estava no Goiás, mas deixou o Esmeraldino em novembro. Teve uma trajetória com 10 jogos e nenhuma vitória. O treinador tem passagens pelo Athletico, Santos, América Mineiro e Cruzeiro.