O torcedor do Coritiba, preenchido por sentimentos de angústia e raiva com mais uma péssima fase desta centenária instituição, encontrou num já experiente jogador argelino um motivo para sorrir, gritar, se emocionar e reencontrar uma esperança que teima em querer desaparecer. Sob um sol escaldante e um calor intenso (incomum para o inverno), cerca de 600 torcedores foram recepcionar o atacante Islam Slimani, a maior contratação da SAF do clube para 2023. O clube anunciou na noite desta quarta-feira (23) que o atleta assinou contrato definitivo até o final de 2024.

Se o dono da festa atrasou (cerca de uma hora), a torcida do Coritiba, como sempre, foi fiel desde o início. Já cedo, por volta das 9h, um conjunto de torcedores de todas as raças e credos marcavam presença no distante aeroporto. Sob um longo gramado com algumas árvores, eles encaravam o sol com um brilho nos olhos e uma nítida ansiedade pelo primeiro encontro com aquele que pode colocar seu nome na imensa galeria de ídolos do Coxa.

Cristiano Souza, 44 anos, estava empolgado pela contratação e demonstrava confiança com a “mudança de ares” que Slimani poderia provocar. “Expectativa é grande, até porque precisamos de um verdadeiro camisa nove e ele era goleador na Europa. Espero que ele consiga fazer os gols e nos livrar do rebaixamento.” O jovem João Victor, de 19 anos, estava tão otimista que até deu palpite do número de gols que ele marcará. “Segundo maior reforço da história, está apenas atrás do Alex. Aposto em dez gols dele nesse Campeonato Brasileiro.

Uma hora de amor incondicional ao Coritiba

Os discursos dos dois torcedores reforçam a premissa de que os apaixonados fãs se esqueceram, naqueles momentos pré-chegada de Slimani, o quão difícil tem sido a fase de seu time do coração em 2023. Não houve lamentos e protestos, comuns ao final das partidas do Coritiba no Brasileirão. Houve, sim, muito amor envolvido. Brincadeiras, ironias ao rival e sorrisos no rosto. Toda aquela alegria que têm faltado à aquelas conversas pós-jogo, resenha com amigos e familiares estava lá. A paixão inesgotável presente nas arquibancadas tinha se concentrado ali, naquele espaço.

Quando a informação de que o pequeno avião de Slimani tinha decolado em São Paulo, a contagem regressiva começou. O voo seria rápido e, num intervalo de cerca de uma hora, todos se sentiram envolvidos pelo clima acalorado e leve. Os atores coadjuvantes não escaparam do clima de brincadeiras. Sobrou até para o “Vovô Coxa”. O aumento da intensidade dos gritos apaixonados dos torcedores do Coritiba indicava que o tão esperado encontro estava mais próximo.

O grito de celebração semelhante a um gol era a confirmação: o avião havia pousado. Transportado por uma van, desceu um tímido Slimani que, mesmo feliz pela recepção, parece ter se assustado (positivamente) com aquela onda de calor humano. As barreiras de proteção e os seguranças foram rapidamente vencidos pela apaixonada multidão. Em vários momentos daquele curto período de integração, eles gritavam e se amontoavam ao redor do jogador. Alguns, mais enérgicos, bradavam: “Tem que fazer gol!” e “Não podemos cair!”.

A emoção

Se todos tiveram uma experiência memorável, o que dizer então de Marilton Rigoni. Aos 75 anos e em uma cadeira de rodas, ele fez questão de ir até o Aeroporto ao lado do filho Marildo e da esposa Diva para receber o jogador. Ter recebido a atenção especial do jogador mexeu com a emoção do experiente torcedor. “É muita emoção. É algo gratificante estar aqui hoje. O fato dele ter vindo até mim e me cumprimentado me deixou muito emocionado. Espero que ele traga boas energias, esteja iluminado e nos ajude a sair dessa situação.”

É muito cedo para dizer se Slimani dará ou não certo no Coritiba. Necessitando recuperar o ritmo de jogo e adaptação ao futebol brasileiro, ele deve aproveitar ao máximo as sessões de treinamento que tiver a sua disposição. Porém, mais uma vez, o calor humano provocado pela torcida do Coritiba no Aeroporto do Bacacheri comprovou que o amor já cativou o tímido argelino e reforçou a tese de que, mesmo na tempestade, os torcedores do Coxa sempre encontram motivos para sorrir.

Slimani vai ser oficializado pelo Coritiba nas próximas horas.
Slimani traz nova esperança ao Coxa. Foto: Ernani Ogata/Código 19

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Coritiba: torcedores confiam em Slimani, que já assinou contrato

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.