Eduardo Barroca analisou a derrota no primeiro jogo da final do Campeonato Paranaense. (Felipe Dalke/Banda B)

A derrota na primeiro jogo da final do Campeonato Paranaense, obriga o Coritiba vencer o Athletico por dois gols de diferença para conquistar o título estadual. Em caso de vitória por apenas um gol, a decisão acontecerá nos pênaltis. O técnico Eduardo Barroca, fez uma analise da atuação da equipe.

“Foi um jogo que o Coritiba teve muitas oportunidades, chutou muito de fora da área. Teve a oportunidade do Robson no segundo tempo, teve a cabeçada do Igor Jesus, a bola na trave do Matheus Galdezani, diversos escanteios durante a partida, mas o nosso adversário teve mérito e competência de fazer o gol no final do jogo. É uma equipe muito bem organizada pelo Dorival Júnior, que tem peças individuais para decidir e uma equipe coletivamente muito bem organizada”, ressaltou o treinador.

Em relação ao resultado, Barroca sai frustrado, porém com a esperança de que a situação possa ser revertida no Couto Pereira. “Não saímos felizes obviamente, pois tomamos um gol no final do jogo. Encaramos como se fosse  primeiro tempo de um confronto de 180 minutos, agora temos a possibilidade de analisar o jogo, entender aquilo que fizemos de bom, ajustar aquilo que precisamos para o jogo de volta, que é o último jogo do campeonato e que temos que reverter uma situação dentro da nossa casa”, enfatizou.

O segundo jogo da final do Campeonato Paranaense,  acontece na próxima quarta-feira (05), às 20h, no Couto Pereira.